domingo, 15 de julho de 2012

KAROL JÓZEF WOJTYLA



Nem toda praça em BH é fruto de um cruzamento entre grandes avenidas. Algumas, em especial a Praça do Papa (foto), representa o ponto final da trajetória de determinada via. Encravada aos pés da Serra do Curral, em meio à um dos bairros mais nobres da cidade, a famosa praça é um dos principais pontos turísticos para quem vem visitar a capital mineira. Seu entorno é exuberante e o clima lá em cima é sempre ameno. Mas o que mais chama atenção de quem vai à praça é a vista! Na Praça do Papa temos a impressão que, ao passarmos pelo último cruzamento entre avenidas, antes de chegar ali, escolhemos o caminho certo. O caminho que nos levou à um Belo Horizonte! Uma metrópole com alma, com história, com trejeitos e com sentimentos. Uma metrópole erguida por gente idealista. Não é atoa que Karol Józef Wojtyla, o referido papa que sugere o nome da praça, exclamou: "Pode-se olhar as montanhas e Belo Horizonte, mas sobretudo quando se olha para vocês, é que se deve dizer: que belo horizonte!". Como podem ver, as praças da cidade se revelam poéticas mesmo fora dos cruzamentos.

Grande abraço para vocês e tenham uma ótima semana!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog