quinta-feira, 30 de outubro de 2014

CIANOTIPIA NATURAL


Dadas as tão aguardadas chuvas, os álgidos tons oscilantes das serras mineiras encantam, encobrindo a terceira maior metrópole do Brasil tal qual um ventre que acolhe um rebento; e nos faz pensar que a cidade brotou dali como se fosse naturalmente semeada, sem intervenções humanas. Grandes são as metrópoles que acolhem seus cidadãos organicamente, sem utopias de convivência e sintetismos de modo de proliferação. Grandes são as urbes que abreviam o contato entre a natureza e o progresso. Grande... a perder de vista... como nossa cidade... sem fins... e Confins.


Tenham uma excelente noite!

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

ÚLTIMO TREM


Eis um take do cotidiano metropolitano, 23h20', num trem rumo à Cidade Industrial; único horário em que podemos usufruir de um metrô relativamente vazio.

Tenham uma ótima noite!

terça-feira, 28 de outubro de 2014

COMPLEXO


O Centro de Belo Horizonte é uma espécie de ilha circundada por rios, avenidas, trilhos de metrô e trem, além de galpões e fábricas abandonadas. Para facilitar o acesso, na década de 1960 foi inaugurado o Complexo da Lagoinha, conjunto de elevados e galerias que facilitam o acesso à mais movimentada região da metrópole mineira. É um dos mais ousados projetos de estrutura viária da capital. São quatorze viadutos e três túneis, totalizando quase 10km de vias elevadas, que ligam o Centro às grandes avenidas que rumam ao norte, leste e oeste da cidade. A obra, que começou ainda na década de 50, está sempre sendo ampliada e renovada, já que de tempos em tempos ela fica obsoleta, graças ao crescente aumento na frota de veículos.

Tenham uma ótima noite!

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

ESPLENDOR


Hoje o céu estremeceu minhas vistas com tamanha magnitude, tamanha formosura! As chuvas limparam a atmosfera e desenharam o céu com as mais belas formações de nuvens. Por pouco eu não fiz essa fotografia. Como já fotografei esse mesmo ângulo dezenas de vezes (já que é uma das vistas do Estúdio Metrópole), menosprezei a câmera fotográfica. Por insistência de uma aluna do Curso Completo de Fotografia, Lidiane Nicolau, saquei a câmera, foquei, fotometrei subexpondo, tendenciei as cores, enquadrei e click! Num é que o negócio ficou bom? A natureza é a manifestação artística do acaso.

Tenha uma ótima noite!

domingo, 26 de outubro de 2014

E A VIDA CONTINUA


Hoje Dilma Rousseff foi reeleita para a presidência do país no segundo turno. Ela continua no governo e tem grandes desafios pela frente, sendo o principal deles, recuperar a confiança da metade dos brasileiros que votaram no candidato oponente. Não será um mandato fácil e os obstáculos que ela enfrentará serão gigantescos. De qualquer forma, enfim terminaram as eleições; e espero que termine também essa relação de ódio e aversão entre amigos nas redes sociais. Amanhã sua vida continua e nem Aécio Neves, José Serra, Lula ou a candidata reeleita conseguiriam mudar sua rotina, seu estilo de vida, seu trabalho e sua satisfação. Desenvolvimento nacional é algo custoso, ainda mais num país com dimensões continentais como o nosso. Se você quer ver mudança, faça VOCÊ a mudança, faça a diferença, SEJA a diferença. O presidente do país tem poder, mas o povo tem muito mais. Quer transformar o Brasil numa nação melhor? Comece pelas pequenas atitudes. Quer transformar sua vida numa vida melhor? Faça o que ame, independente do retorno financeiro. Se você faz o que ama, pode ir mais longe, conquistar louros reais e ser feliz. Felicidade é o segredo para uma nação vitoriosa. Parabéns Dilma Rousseff pela conquista. Parabéns Aécio Neves pelo excelente desempenho nas urnas e pelo desejo de mudança. Que a escolha dos brasileiros reflitam em um futuro cada vez melhor para todo o país.

Tenham uma excelente semana!

sábado, 25 de outubro de 2014

A MAIOR DISPUTA PRESIDENCIAL


Amanhã o Brasil vai vivenciar uma das maiores disputas presidenciais de todos os tempos, nas urnas espalhadas por todo o país. Para Belo Horizonte, é a mais significativa eleição da história política da cidade, pois é a primeira vez que dois belo-horizontinos vão para o segundo turno na disputa presidencial. É sabido que Minas Gerais é a maior potência política da nação, pois foi daqui que saíram a maior parte dos grandes presidentes que o Brasil já teve. Os dois belo-horizontinos em questão, a presidente Dilma Rousseff e o candidato Aécio Neves, seguem praticamente acirrados nas intenções de voto, com ligeira vantagem para a candidata do Partido dos Trabalhadores. Independente de quem vença, que seja um grande presidente, ajudando o país a melhorar em proporções ainda maiores do que já vem sendo feito.

Tenham um ótimo domingo!

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

FULL CITY


E as luzes da terceira maior metrópole do país pulsam, indicando uma sexta-feira intensa e abundante. A boêmia Belo Horizonte já me inspirou a escrever um texto sobre a noite, o qual vai servir para descrever a fotografia de hoje:

"Sábia expressão que diz que a noite é uma criança. Instigante e sexy, é o momento do dia em que esquecemos o que são pecados capitais, leis ou moralismos. Não temos deveres nem prestação de contas. Momento de chacoalhar o espírito, saquear corações solitários, apaixonar por sorrisos, chorar pelo Smirnoff derramado. Com o astro maior iluminando o outro lado do planeta, Deus adormece junto com seus mandamentos e as avenidas estão livres como o sangue que corre em nossas veias. Sai Apolo, venha Nyx! É o momento de nos sentirmos vivos e demasiadamente humanos, como já dizia meu sábio Nietzsche. Hora de partir, de pecar, de extrapolar, de ousar, de experimentar perigosamente. Foi pra lá da madrugada que os grandes ritmos fizeram nome, que os poetas criaram os versos que mudaram a história da literatura. A noite não temos medo de ser quem somos. Mostramos a cara, desnudamos ao luar, nos banhamos de música sob o testemunho estrelar. É a noite que Belo Horizonte deixa de ser tradicional família mineira e se transforma na insaciável vizinha sedutora. Os pães de queijo dormem, as pimentas fazem a festa. Quem ainda não experimentou, fica aí a dica."

Tenham uma excelente noite e até a próxima!

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

LO-FI


Me agrado pelo desordenado criterioso, aquela bagunça citadina proposital; traços desalinhados que ministram um sistema categórico e funcional. Clique de filme, analógico, câmera de 1978: mais atual do que nunca!

Tenham uma ótima noite!

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

TAKE DE FILME


Eis um frame analógico. Um take fabril, da gélida região industrial da urbe. Um frame do rolo de filme, da forma vetusta de fotografar. Minha câmera tem filme ASA 1600 e tem sede de sensibilizar a atmosfera do lugar. Cidade hexágona, que funde e solda em ritmo ininterruptível. A noite na região industrial é fria e tem odor químico, ora de plástico, ora de borracha queimada. O silêncio noturno se dá na forma de ruídos constantes, de maquinários incessantes. É uma ilha urbana, conectada à metrópole por trilhos e vias expressas, desprovida de entretenimentos. O regime de ordem é o trabalho. A máquina. A solda. O forno. O trem carregado com rolos de cabo de aço. O metrô. 

Boa noite!

terça-feira, 21 de outubro de 2014

O TREM TAVA LOTADO


No idioma inglês não existem os verbos 'ser' e 'estar' isoladamente. Ambos são representados por um único verbo no referido dialeto saxão: to be. Logicamente, o contexto da frase vai dizer se o verbo em questão está se referindo à identidade do indivíduo ou o que ele está fazendo. Mas em português, quando lidamos com a cheiura do metrô de Belo Horizonte, podemos dizer que o to be cai muito bem em qualquer situação, já que ao mesmo tempo que eles está lotado, ele é lotado naturalmente. Estão cada vez mais raras as situações em que conseguimos uma cadeira para nos sentarmos; e o horário de pico está cada vez maior. Antes era entre 6h e 8h, e entre 17h e 19h. Hoje temos horário de pico estendido, que começa 5h vai até as 10h da manhã, temos horário de pico a noite que começa 16h30 e vai até as 23h, temos horário de pico no horário de almoço, que vai de 11h as 14h... enfim, praticamente não há horários disponíveis para usarmos o metrô com a tranquilidade de outrora. São cerca de 250 mil usuários diariamente, que usufruem dos quase 30km de linha que temos por enquanto, os quais contam com 25 trens ao todo. Está prevista a chegada de mais 10 novos trens, que começaram a circular a partir de novembro, além de outras linhas, que ligarão a atual ao Barreiro e à Savassi. O pior é que tal investimento não vai aliviar a linha existente. Pelo contrário, quanto mais eficiente é um sistema de metrô de uma cidade, mais cheio ele é. Em Tóquio, por exemplo, são mais de 2000 km de linhas de metrô e trens urbanos, fazendo com que a metrópole tenha a maior rede de ferrovias citadinas do planeta, seguida de cidades como Londres, Seoul, Xangai e Nova Iorque. E apesar das dimensões, é também o metrô mais cheio do mundo, em qualquer horário, em qualquer lugar, recebendo cerca de 12 milhões de usuários por dia. Ou seja, quanto mais eficiente, mais cheio é um metrô, e isso não é exclusividade do nosso. The BH subway is full! Ever.

Tenham uma ótima noite.

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

TRÉGUA


Após um mês de calor enérgico em Belo Horizonte, com temperaturas máximas que esbarraram nos 36,6º, segundo maior recorde da história da cidade, chegaram, enfim, as chuvas para dar uma trégua e nos aliviar do ardor intenso provocado pelas altas dos termômetros, que despencou para os 18º às 04h30 da manhã, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia. Ao que parece, todo o Brasil está passando por situação parecida, com recordes em várias capitais brasileiras, como os 38º registrados em São Paulo há dois dias atrás. Vamos torcer para que as chuvas venham de vez cessar por um tempo essas hostilidades climáticas, refrescando nossa atmosfera e nos dando um pouco mais de prazer no dia-a-dia, pois a situação já estava beirando o insuportável.

Grande abraço e até amanhã!

domingo, 19 de outubro de 2014

JUMPERS


E, com essa fotografia, encerro a série de imagens sobre o Le Parkour em BH que postei ao longo da semana. Um agradecimento especial ao camarada Lucas Santos, parceiro de trabalho, grande fotógrafo e estupendo praticante de Parkour; ao Estúdio Metrópole, que produziu esse maravilhoso ensaio junto ao Clube de Fotografia; ao Giovane Silva, que ilustra a fotografia de hoje e à Lígia Tôrres, minha parceira de trabalho e fiel esposa. Mais fotografias sobre o tema em: www.facebook.com/EstudioMetropole.


Tenham uma ótima (e fresca) semana!

sábado, 18 de outubro de 2014

HOT CITY


Nada faz esse calor passar! Banho não adianta, janelas abertas não adiantam, água gelada, cerveja gelada, sorvete, picolé... nada! Hoje voltou a fazer 36º na região central da cidade, tostando a paciência dos cidadãos. Esse clima dos infernos não é exclusividade mineira. Soube que em São Paulo, capital, fez 38º, recorde na cidade em 70 anos de aferição. Só mesmo as prometidas chuvas para segunda-feira vão amenizar essa situação. Só nos resta nos manter hidratados...

Boa noite a todos!

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

INFERNO


E os quintos dos infernos seguem pairados sobre Belo Horizonte, transformando a cidade em uma verdadeira panela de pressão urbana. A temperatura hoje atingiu 33º, com sensação térmica de 36,2º, a mais alta do ano. E para piorar a situação, segundo meteorologistas, uma massa de ar quente que domina todo o miolo do país irá se acentuar nesse fim de semana em toda a região sudeste. O fenômeno, chamado bolha de calor, deve aumentar a sensação térmica em até 45º em Minas Gerais, fritando a cuca dos belo-horizontinos. Essa massa de ar quente é empurrada por uma massa de ar frio que deve despencar as temperaturas na capital mineira a partir de segunda-feira, baixando-as para até 16º, segundo sites especializados. Enquanto a tal massa não chega, vamos fazer de tudo para nos manter resfriados e hidratados durante o fim de semana. Água, Gatorade, bermuda, roupas leves e muita sombra serão sempre bem vindos!

Tenham uma ótima noite!

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

SUPER QUENTE E SUPER SECO


E o tempo em Belo Horizonte segue quente e seco, já se assemelhando ao clima comum nas cidades do Centro-Oeste brasileiro, como Goiânia e Brasília. A chuva está atrasada há alguns meses, contrariando as previsões propostas por meteorologistas. Com temperaturas máximas esbarrando nos 34º nos dias mais quentes e umidade relativa do ar com mínimas próximas aos 20% (considerada emergencial por aqui), a situação se agrava na região central, onde a densidade de veículos e edifícios segregam o ar quente e impedem a circulação atmosférica. Estão previstas pancadas de chuva para o final da semana que vem. Vamos aguardar e torcer!

Tenham uma ótima noite!

terça-feira, 14 de outubro de 2014

LE PARKOUR II


Mais um take sobre a maravilhosa dança urbana Le Parkour. Um agradecimento especial ao camarada Lucas Pkta, parceiro de trabalho, grande fotógrafo e estupendo praticante de parkour, cuja habilidade pode ser conferida na fotografia de hoje. 

Tenham uma ótima noite!

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

CIDADÃO METROPOLITANO


Uma das coisas mais interessantes em Belo Horizonte é sua miscigenação racial, étnica e social. Mesmo que muitos não concordem com esse fato, na grande metrópole mineira temos contato com todo tipo de gente, o tempo todo, seja numa feira, num bar, no centro da cidade, num shopping, no metrô ou num grande evento. Os bairros mais pobres da metrópole se fundem com os mais ricos de uma forma orgânica e impessoal. Se misturam sem pedir licença. As camadas sociais estão interpostas de tal maneira que é comum não sabermos onde nos enquadrar nessa história toda. Enquadrar pra quê? Não sou socialista, mas não concordo com segregação. Me inspira ver o Morro do Papagaio (uma favela) entre o São Pedro e o São Bento (dois conhecidos bairros nobres da cidade). Sou completamente contra qualquer tipo de preconceito, seja por qual for o motivo. Nos isolar não resolve, muito menos, isolar os menos favorecidos. Se temos problemas sociais, uma das melhores maneiras de exterminá-lo é o conhecendo e convivendo com ele. 

Tenham uma ótima noite!

domingo, 12 de outubro de 2014

OPOSTOS INSANOS


Nós, brasileiros, temos um hábito doentio de sermos extremamente radicais e coléricos ao assumir uma posição sobre um determinado assunto em que hajam dois opostos. Se gosto do cruzeiro, tenho que odiar com todas as minhas forças o galo. Se sou atleticano, tenho que zoar cruzeirenses de forma agressiva e deselegante. Se gosto do Aécio, tenho que agir como se Dilma fosse um verdadeiro Hitler. Ao gostar de Dilma, tenho que ver Aécio como um novo Fernando Collor. Se sou evangélico, tenho que ir contra tudo o que católicos dizem, como se fossem pessoas pagãs. Sendo católico, preciso ver evangélicos como doentes e exagerados. Sendo cristão de um modo geral, tenho que ver ateus como cegos... e sendo ateu, vejo cristãos como ignorantes. É uma infantilidade atrás da outra. Leio atrocidades no facebook sobre determinados assuntos que me fazem questionar o motivo da amizade que tenho com aquela pessoa. Todos (praticamente sem exceção) assumem uma postura sobre determinado conteúdo e se acham argumentadores natos na hora de falar mal sobre a oposição. O fato de você gostar de um lado, não quer dizer que você tenha que odiar o outro. Isso me parece tão simples! Sou mineiro, belo-horizontino e cruzeirense. O outro grande time da minha terra é o Atlético Mineiro. Porque raios tenho que torcer CONTRA o galo quando o mesmo joga contra um time de outro estado? Que atitude estranha. O maior rival do Cruzeiro é o Atlético, mas este último sendo um clube futebolístico da minha terra, eu tenho é que apoiá-lo quando ele jogar com outros times. Vejo isso de uma forma tão descomplicada, tão clara. O mesmo vale para a política, assunto o qual vai de mal a pior no Brasil, tamanha a incapacidade dos brasileiros de compreender os fatos e estudar sobre o assunto. Isso sem falar na falta de argumentação ao apoiar determinados candidatos. Quer um exemplo? Dois terços dos meus contatos no facebook são contra a Dilma Rousseff e apoiam o Aécio Neves. Ao serem questionados sobre essa decisão, repetem a mesma ladainha: "O PT não presta, o PT é corrupto, blá blá bla". Certo... concordo que o PT é corrupto, mas isso não é justificativa contra a Dilma, pois é fato que o partido oponente já levou 3x mais grana em mensalões que o PT, dinheiro o qual ninguém nunca mais viu. Está comprovado isso, só que nossa mídia cega não expõe os fatos. É só procurar por "mensalão tucano" no Google. Além disso, se todos odeiam tanto o PT, porquê o Pimentel ganhou em primeiro turno (!) na disputa pelo Governo de Minas? E o mais bizarro de tudo: quando Aécio era governador do estado, todos - TODOS - repudiavam o governo dele. Esqueceram? Não, não estou aqui defendendo o candidato X ou Y, estou apenas expondo fatos mal argumentados, fatos que andam gerando uma histeria coletiva no mundo virtual, desequilíbrio infundamentado, sem premissa, sem base. Além disso, não é nada bom Minas Gerais ter no poder um candidato da oposição. Isso atrasa os investimentos e as vezes eles nem acontecem. MG cresceu pouco na época em que tínhamos PT na presidência e PSDB no governo. Agora Minas escolheu PT para o governo, será que vai ser um bom investimento colocar PSDB na presidência? Eu torço pela vitória de Dilma, pelo simples fato de que um estado cresce MUITO quando tem no poder alguém do mesmo partido do sujeito que estiver na presidência. Mas, do contrário de muitos, acredito que Aécio também faria o possível para ser um bom presidente. E é justamente isso que estou expondo aqui. O fato de eu gostar de um, não torna o outro um monstro. Vamos pensar mais e vomitar menos baboseiras iludidas. Simples assim.

Tenham uma ótima noite!

sábado, 11 de outubro de 2014

LE PARKOUR


A pegada urbana insana
Do   absurdo,   do   assédio
Do hip, do hop, do rit e do rap
O beck,  o beco,  a boca,  o bico
Ruas, radares e rumos randômicos
Do som na caixa, do scratch no disco
Das pontes, viadutos, túneis e buracos
Os saltos, os lânchés, os planches e frogs
Das tribos, dos grooves, do under e do fly
Parkour é meta, é força, é urbe, é coragem
É doido, é alto, é esparro. É francês e mineiro
Parkour é a vibração  urbana que mexe conosco
Parkour é animal, é o pulo do gato, vôo da fênix
Que treme as escadas, os corrimãos, os muros
 é o movimento da tribo.

Boa noite!

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

CÉRBERO


E seguem loucos, cada vez mais loucos, os inquilinos das esquinas. Os residentes de ruas da selva de pedra, que usam o betão como colchão e o céu como lençol, dissipam-se no íntimo fitar do cão citadino, a espera do seu proprietário mentecapto que não parava de latir no coração da capital. 

Tenham um ótimo sábado!

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

O CÉU E SUAS SURPRESAS


Muitos consideram um céu bonito aquele que não possui nuvem alguma, com azul intenso e apenas isso. Eu já fico encantado quando o céu nos presenteia belas formações de nuvens, carregadas ou não, compondo o visual com o tradicional azul atmosférico. Minha paixão pelo céu já rendeu outros textos sobre ele aqui no blog. Eis um texto que escrevi que representa bem o meu fascínio pela abóbada celeste:

"Um dos maiores presentes que recebemos da natureza é o céu. Ele define a paisagem de nossa cidade e modifica as perspectivas conforme os dias avançam em direção às novas estações. O céu dita as regras do cromo da atmosfera, em sintonia com a intensidade do fulgor e o desenho das nuvens. Particularmente, desde menino eu sou apaixonado por essa imensa abóbada celeste que nos envolve e, ao mesmo tempo, nos faz livres para nos lançarmos ao ar, até onde a troposfera nos permite... ou não. Desde a antiguidade, o céu intriga o ser humano. Já almejamos as nuvens; e conquistamos. Já almejamos a lua terrestre; conquistamos. Já almejamos colocar nossos brinquedinhos eletrônicos no espaço; e lá se vão eles... um acaba de pousar em Marte, a fim de buscar um traço da humilde e ingênua existência terrestre no planeta vermelho. Cheios de questionamentos, o homem procura nos céus as respostas para suas questões. O espaço está sempre em movimento, as nuvens e os astros rodopiam; enquanto nós estamos enraizados junto às plantas e outros animais. Digo 'outros animais' pois as vezes nos esquecemos que não passamos de um, com um cérebro potencializado. Somos inteligentes, criamos nossas cidades, avançamos contra a vontade da natureza, usamos e esgotamos todas as fontes e recursos, buscando chegar à algum lugar que ninguém sabe onde. Enquanto isso, o céu nos observa, sóbrio, de forma parecer estar nos velando. Numa troca de 'olhares', nos damos conta da pequeneza humana; e da grandeza majestosa do universo. O céu por si só é o maior espetáculo que nós presenciaremos enquanto vivos. Só nos resta saber qual é a função disso tudo... se é que há uma função."

Uma ótima noite pra vocês e até amanhã!

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

GIRO


Circular, circundante, contornante, constringente... Contorno! Seus 13km de perímetro abraçam a Região Central de uma das maiores metrópoles do planeta; enlaçam uma região de grandes manobras empresariais; transformam uma área de 8.815.382 m² no terceiro maior distrito financeiro da nação, abrangendo a maior área comercial deste mundo chamado Belo Horizonte. Batizada originalmente de Avenida 17 de Dezembro, seu traçado rasga ao meio centenas de quadras, afim de circuitar a primeira área urbana planejada do Brasil. Via de altos e baixos relevos, classes sociais e surpresas, a qual permite acesso às principais grandes artérias da cidade. Percurso que garante chegarmos ao ponto em que partirmos sem grandes questões. Duto conhecido intimamente por grande parte dos moradores da urbe, por onde se passam (ou cruzam) mais de duas milhões de pessoas diariamente. Essa é a majestosa Avenida do Contorno!

Um grande abraço pra vocês e até amanhã.

terça-feira, 7 de outubro de 2014

AORTA II


Podendo ser considerada como se fosse uma artéria aorta urbana, fazendo um paralelo da cidade com o corpo humano, a Avenida Antônio Carlos é uma das principais vias de Belo Horizonte. Não chega a ser muito extensa (seu conjunto viário se soma à via Pedro I, formando uma avenida só com aproximadamente 15km de extensão), mas rasga a metrópole em seu miolo geocêntrico, ligando a Região Central a importantes locais e regiões, como a Pampulha, Venda Nova, Regional Norte e a Universidade Federal de Minas Gerias. Larga - como convém a uma aorta - em alguns trechos a via conta com 14 faixas de rolamento, sendo 4 deles destinados ao MOVE - BRT, como podem ver as estações no miolo central da busway. Nos demais trechos ela varia entre 10 e 12 faixas. Dada sua responsabilidade, é uma das vias que mais recebem reformas na cidade, variando entre ampliações, viadutos e trincheiras.

Tenham uma excelente noite!

domingo, 5 de outubro de 2014

FAR AWAY FROM CITY CENTER


Situada no meio-oeste da Região Metropolitana de Belo Horizonte, a Vila Itaú é um aglomerado que fica ao redor de uma extinta indústria homônima, a Itaú Powerland, a qual foi uma das principais fábricas do polo industrial da Grande BH durante quase 60 anos. Ela se instalou no bairro Cidade Industrial, no município de Contagem, em 1941; e encerrou suas atividades em 1988, por conta de protestos da população contra a poluição excessiva que ela gerava. A pequena vila urbana começou a ser erguida na década de 1940, a partir da proposta do governo do Estado para criação de um pólo industrial em Minas Gerais, que alavancou a economia da cidade de forma nunca visto antes. Com isso, os aglometados foram se formando ao redor das fábricas, sendo os primeiros moradores, serventes, pedreiros e mestre de obras, dentre funcionários do governo que trabalhavam abrindo e calçando as ruas da nova zona industrial da jovem metrópole.

Boa noite e até amanhã!

sábado, 4 de outubro de 2014

AMANHÃ É DIA!


Dia de votar com segurança, certeza e precisão. Dia de dar um passo à frente com a democracia brasileira. Dia de escolher um rumo ao nosso gigante e querido país, bem como suas divisões administrativas. BH tem o terceiro maior colégio eleitoral da nação, e por isso, a cidade tem peso alto nessa importantíssima decisão. Como diria Rafael Benevides, grande amigo e parceiro de trabalho: que vença o mais votado! Fé na tábua.

Tenham um excelente domingo!

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

HEART TOWN


No Centro de Belo Horizonte percebemos o quanto as pessoas nos dias de hoje andam com pressa. Muita pressa! No coração comercial e financeiro da metrópole das alterosas nos esquecemos que estamos num estado conhecido nacionalmente por sua atmosfera bucólica e interiorana. O vai e vem é intenso... e não é pra menos. Com milhares de restaurantes, bancos, lojas, escritórios, empresas e alguns shoppings, o Hipercentro é a principal região da cidade. De lá o cidadão belo-horizontino pode "tomar" seu ônibus ou metrô pra qualquer zona da urbe, sem exceção. Alguns poucos minutos que passamos pelo centro já são o suficiente pra nos deixar um pouco transtornados e cansados, especialmente pessoas que costumam ir pouco ao lugar. Apesar disso, em minha opinião, é a melhor região da cidade. O Centro tem um clima todo especial. Lá tem tudo, pra qualquer tipo, gosto ou situação. Os grandes museus da metrópole ficam no Centro... os maiores espaços culturais também. Além de excelentes cafés, pubs, teatros e cinemas. Para os turistas, é parada obrigatória. Não tem lugar melhor na cidade para conhecermos o espírito de Belo Horizonte e seus habitantes.

Grande abraço pra vocês!

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

CÉU NOSSO


Céu nosso que estás nos sobre nossas cabeças, maravilhosas sejam suas nuvens. Venha a nós a fresca chuva. Seja feita a nossa vontade, assim no Centro como em Venda Nova. O sol nosso de cada dia nos dai hoje. Perdoai os nossos carbonos, assim como nós perdoamos os relâmpagos caídos. E não nos deixai entrar num furacão, mas livrai-nos do calor.

Amém.

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

RUA DOS CAETÉS


Contando com cerca de 1.5km de extensão, a Rua dos Caetés fica no Hipercentro de Belo Horizonte e é uma das mais tradicionais ruas comerciais da região. Ela mantém, atrás dos balcões das lojas, a centenária tradição dos imigrantes. São sírios, árabes, chineses, libaneses, italianos e descendentes que até hoje conquistam seus clientes com o mesmo carisma e camaradagem de outrora. Na movimentada via acomodam-se aproximadamente 700 lojas que oferecem os mais diversos produtos para os quase 40 mil pedestres que passam por ali diariamente. Seu forte apelo comercial é graças ao próprio traçado da via: ela liga a praça que fica em frente à principal rodoviária da cidade à Estação Central de trem e metrô. Além das lojas, a rua abriga também um Liceu de Artes e alguns edifícios empresariais. Outra questão interessante da Caetés é seu museu arquitetônico ao ar livre. Ao longo da via, são encontrados diversos exemplares de vários estilos, como ecletismo, modernismo, contemporâneo e art-déco. Com certeza, um dos vetores mais interessantes da Região Central de BH.

Tenham uma ótima noite!

Arquivo do blog