domingo, 12 de fevereiro de 2017

VISTA DO MIRANTE DO MANGABEIRAS - BH


www.charles50mm.com



*Se você ama fotografia visite www.ocasaldafoto.com, sempre temos dicas de fotografia e cursos online sobre as mais diversas áreas desta arte.

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

SAUDADES DA GUARANI


Hoje senti saudades da Rádio Guarani. Percorri 80km de carro dentro da capital mineira e procurei a companhia do bom e velho FM pra relaxar meus ouvidos. Tentei algumas rádios, dentre as melhores da cidade, mas a decadência musical está generalizada. Quando não era música ruim, era política ruim. Quando não era política ruim, era propaganda da Banzai, da Carbel ou de outras concessionárias. Isso sem falar das rádios pregadoras, mas não vem ao caso. Então me recordei da extinta Guarani FM, que acariciava os ares de Belo Horizonte com grandes músicas do Brasil e do mundo, estilos que percorriam entre o Jazz, o MPB, o Blues, a música Clássica e os melhores internacionais. Já era. BH não tem mais o charme de outrora. Claro que ainda existe a Guarani Web, filha única e homônima da falecida rádio dos Diários Associados que sobrevive na internet. É boa, mas não é a mesma coisa. Sinto falta do charme da vinheta "Guarani FM". Era gostoso acordar e ligar o rádio na Guarani pra tomar café. Gosto de rádio pela praticidade. Não sou averso à tecnologia, pelo contrário, sou fã incondicional; até porquê faz parte do meu trabalho. Mas sinto falta do velho e bom FM. Ele estava (no passado mesmo, pois pra mim está quase morto) no ar, disponível em um simples apertar de botão em praticamente todos os aparelhos sonoros. Me restou apelar pro Spotify, que é muito bom, sou fã e uso todo dia. Mas não tem nem um pouco da graça e do despojamento de uma rádio que toca o seu bom gosto.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

ALUGA-SE: BELO HORIZONTE


A crise tem abalroado a cidade com efeitos lastimáveis nos últimos tempos. Nunca se viu tanto imóvel pra alugar, especialmente em regiões comerciais. Na Savassi, a cada três lojas, uma está pra alugar e a outra está oferecendo queima de estoque ou passando o ponto. Uma grande tristeza ver Belo Horizonte, que possui um dos maiores poderios econômicos do país, sofrendo com a recessão econômica.

E você? O que está fazendo pra burlar a crise e fazer sua cidade crescer novamente?

sábado, 14 de janeiro de 2017

Arquivo do blog