domingo, 31 de março de 2013

GERAÇÃO RITMO



Ainda que muitos não percebam, há algo demasiadamente excitante em viver em uma grande metrópole. A liberdade de expressão, a criatividade, a galhardia e as possibilidades se potencializam conforme o tamanho da urbe. São locais que nos proporcionam a deliberação de opiniões sem julgamentos. Nas mega-cidades somamos maiores quilometragens no ir e vir sem que isso se torne tedioso, conforme curioso for o cidadão. São tantos eventos e acasos acontecendo simultaneamente que temos uma certa dificuldade de abstrair tudo; e quando não conseguimos ingerir todas as perspectivas com as quais topamos durante o dia, chegamos em casa exaustos. Para entender o que estou querendo dizer, basta passear uma manhã no Centro de Belo Horizonte. Costumo dizer que há mais coisa entre Venda Nova e o Barreiro; e entre Sabará e Betim; que julga nossa vã filosofia. De qualquer modo, as metrópoles para mim são sinônimos de emancipação. Nelas, temos autonomia para fazer, refazer, mudar, voltar, criar, tentar novamente. Ousamos, persuadimos, somos persuadidos, nos inspiramos. Corremos contra o tempo e à favor dele. Lugar de se misturar invisivelmente na multidão. As possibilidades beiram o infinito de modo desconhecermos cada vez mais o mais explorados espaços. Quando contraímos o espírito metropolitano, destememos e quebramos quaisquer que sejam os padrões, a fim de conviver com o novo. Vivam os milhões de habitantes e suas opiniões. Viva o pão de queijo que ainda me surpreende, mesmo sendo meu velho conhecido.

Um grande abraço pra vocês e tenham uma ótima noite!

sexta-feira, 29 de março de 2013

FERIADO


Estima-se que nesse feriado de Semana Santa cerca de 900 mil pessoas saíram da Grande BH em viagem rumo ao litoral ou ao interior. Isso representa aproximadamente 18% de toda a população da metrópole, o suficiente para esvaziar as ruas da urbe e deixá-las sem congestionamentos expressivos. Apenas nas rodoviárias da cidade foram realizados mais de 250 mil embarques nesses últimos dois dias!

Tenham uma ótima noite.

quinta-feira, 28 de março de 2013

ITAÚ PORTLAND


Situada em uma área onde se aglomeram grandes indústrias, a antiga fábrica de cimento Itaú Portland foi uma das principais fábricas do polo industrial da Grande BH durante quase 60 anos. Ela se instalou no bairro Cidade Industrial, no município de Contagem, em 1941 - e encerrou suas atividades em 1988, por conta de protestos da população contra a poluição excessiva que ela gerava. Principal fornecedora de cimento para a construção de Brasília, a indústria abrigava um cinema, onde, além de filmes, eram exibidos shows e peças de teatro produzidas pelos próprios funcionários. A Itaú Portland era a única fabrica de cimento no mundo que não estava localizada perto de uma jazida de calcário, recebendo a matéria prima através de um teleférico de aproximadamente 30km de comprimento, o qual ligava a fábrica à pedreira de Carrancas, em São José da Lapa - também na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Com a demolição da referida indústria, optaram por manter as quatro torres-chaminés, cujo comprimento da maior delas é 60 metros de altura (mesmo tamanho de um edifício de 20 andares), para compor o visual de um grande centro varejista que seria construído em 1998. Icônicas, elas se transformaram em um símbolo do poderio industrial da região, levando a prefeitura de Contagem a incluir na bandeira oficial do município o desenho de uma das torres em seu escudo. Hoje as torres pertencem ao Itaú Power Center, que é o terceiro maior centro de compras do Brasil; e o maior de Minas Gerais. O empreendimento reúne em seu espaço o Wall Mart, Sam's Club, Leroy Merlin e um shopping center.

Tenham uma ótima noite!

terça-feira, 26 de março de 2013

PARAÍSO


Dentre as dezenas de lagos da Grande BH, a Lagoa dos Ingleses se destaca por se situar fora de uma massa urbana estranguladora e possuir abundante área verde. Localizada no extremo sul da metrópole, no município de Nova Lima, a lagoa foi formada por exploradores que vinham da Inglaterra na década de 1930 extrair ouro na região; e hoje é o coração do Alphaville Sul, um dos primeiros empreendimentos do grupo na capital mineira. A bacia possui aproximadamente 14 km de perímetro e acomoda em suas margens dezenas de condomínios fechados, pertencentes ao grupo Alphaville. O lago acomoda ainda o Minas Tenis Nautico Clube, a Fundação Dom Cabral, um Hotel Caesar Business e alguns pequenos shoppings. Essencialmente aristocrata, a lagoa é provavelmente a maior concentração de Porsche's, Ferrari's, BMW's e outros brinquedinhos de luxo de Minas Gerais.

Tenham uma ótima noite!

segunda-feira, 25 de março de 2013

BARRO PRETO


O Barro Preto é um dos principais bairros da Zona Central de Belo Horizonte. Ele pode ser considerado como uma extensão do próprio Centro, acomodando alguns edifícios empresariais, comerciais e residenciais, além de milhares de lojas especializadas em moda. Estrategicamente ele é vizinho do bairro Prado, um dos bairros com maior concentração de confecções e escritórios de estilistas do Brasil. O Barro Preto foi colonizado por imigrantes italianos - e talvez por conta disso acomoda a sede do Cruzeiro Esporte Clube, time de origem italiana cujo primeiro nome foi Palestra Itália. Apesar da tradição futebolística, o que se destaca mesmo no bairro é o pólo de moda que abriga, o que faz dele a região predileta das mulheres belo-horizontinas.


Boa noite pra vocês e até amanhã!

domingo, 24 de março de 2013

QUOTA MISERÁVEL DE AVAREZA EM ISO 6400


Cada vez mais escassos, mas ainda significativos nas ruas. Essa é a realidade dos ditos indigentes, que em outrora eram massa expressiva nas vias de Belo Horizonte e hoje, graças ao fortalecimento econômico, a classe está cada vez mais desprovida de adeptos. Apesar disso, mesmo em países ricos, eles existem, pois nem sempre o fator que move alguém à morar nas vielas citadinas é a falta de recurso financeiro. 

Tenham uma ótima noite!  

sexta-feira, 22 de março de 2013

COUNTING PUMPKINS


Contando com quase 700 mil habitantes, ela pulsa, produz, fabrica, manufatura, funde, queima, seleciona, congela, monta, derrete, torneia... transforma! Estamos em Contagem, segundo município mais importante da metrópole e a principal zona industrial da Grande BH. Situando-se no meio-oeste da cidade, Contagem é a região que mais contribuiu (e continua contribuindo) para o título que leva a Região Metropolitana de Belo Horizonte de segundo maior polo industrial do país. São milhares de indústrias, que vão desde a produção de alimentos, como a Vilma, à fabricação de locomotivas, tal qual a General Electric. Por se encontrar no miolo da massa urbana e ser absurdamente conurbada em todos os seus vetores, a região recebe um pesado tráfego de veículos diariamente, especialmente de caminhões carregados com centenas de toneladas de produtos que acabaram de sair da usinagem. O perfil urbano-industrial da região deixou suas marcas na formação da paisagem urbana, na cultura e na personalidade do povo de Contagem, especialmente pelo caráter trabalhador e resistente de sua gente. Foi o polo principal da greve metalúrgica de 1968, um dos maiores emblemas nacionais da resistência ao regime militar. 

Tenham uma ótima noite!

quinta-feira, 21 de março de 2013

A ORIGEM DO NOME


E, mais uma vez, a natureza nos presenteia com imagens espetaculares, devaneios visuais, formados pela gigante cúpula celeste que abstrativamente se metamorfoseia sobre cinco milhões de cabeças metropolitanas. Dadas as chuvas, os verdes tons das serras mineiras encobrem a terceira maior metrópole do Brasil tal qual um ventre que acolhe um rebento; e nos faz pensar que a cidade brotou dali como se fosse naturalmente semeada, sem intervenções humanas. Grandes são as metrópoles que acolhem seus cidadãos organicamente, sem utopias de convivência e sintetismos de modo de proliferação. Grandes são as urbes que abreviam o contato entre a natureza e o progresso. Grande... a perder de vista... como nossa cidade... sem fins... e Confins.

Tenham uma excelente noite!

quarta-feira, 20 de março de 2013

SÃO BENTO


Nobreza e tradição... essas são uma das principais características do São Bento. Encravado no miolo da Zona Sul de Belo Horizonte, o bairro se situa no vale onde circundam as avenidas Raja Gabáglia e Nossa Senhora do Carmo. A grande maioria dos seus moradores são idosos; e as casas da região possuem curiosamente os mais altos muros da cidade, alguns deles podendo chegar a 20 metros de comprimento.

Tenham uma ótima noite!

terça-feira, 19 de março de 2013

SMOOTH CRIMINAL


BH tem ladeira... muita ladeira! Algumas ruas da cidade chegaram a ter seus passeios substituídos por escadas para facilitar a subida dos pedestres, como é o caso da rua Congonhas, no bairro São Pedro. Apesar disso, boa parte das grandes avenidas da cidade são planas, pois acompanham o traçado de vales ou rios, como a Via Leste-Oeste. Seus 40km de extensão são praticamente planos, com leves inclinações em alguns pontos.

Tenham uma ótima noite!



*Se você quer aprender mais sobre fotografia visite www.ocasaldafoto.com, que além de dicas sobre a área tem cursos online de fotografia com certificado!

segunda-feira, 18 de março de 2013

CIDADE LUZ


Esbelta no corpo e madura na concepção, Belo Horizonte é um pólo econômico que move mais de 7 milhões de pessoas em sua região integrada de desenvolvimento econômico, reunidas em seu colar metropolitano, além de reger com maestria um sistema que envolve cerca de 21 milhões de pessoas, habitadas no segundo estado mais populoso do país. Concebida sob o movimento progressista do final do século IXX, a cidade nasceu para ser uma capital administrativa, com foco na política e na gestão do Estado de Minas Gerais. Mas BH extrapolou e se transformou em um dinâmico pólo financeiro, industrial e comercial, se integrando entre as três maiores e mais importantes metrópoles do Brasil, além de possuir um dos melhores índices de qualidade de vida da América Latina. Conservadora, moderna, dinâmica, rica, gigante, colorida, sóbria, empreendedora, forte, enérgica, elegante, sublime... faltam-me palavras pra descrever essa acolhedora e cosmopolita metrópole!

Tenham uma ótima noite.

domingo, 17 de março de 2013

Bom dia pessoal!

Por conta de mudança de residência, não pude postar fotografias nos últimos três dias. Além de ter ficado sem internet em casa, tive que focar meus esforços na arrumação das coisas. Agora a situação voltará ao normal e hoje, mais tarde, retomo a postagem das fotos.

Tenham um ótimo domingo!

quarta-feira, 13 de março de 2013

TLALOC, NETUNO, CHAC, ZEUS... SÃO PEDRO!


O calor que fez nesses últimos dois dias tem fritado (literalmente) a paciência dos belo-horizontinos. Foi 33º ontem, 32º hoje, as maiores temperaturas registradas em 2013. Nada refrescava a cuca dos mineiros, chegando ao ponto de vermos cidadãos entrarem em agências bancárias no hipercentro só para sentirem o frescor do ar-condicionado. No fim da tarde de hoje veio as chuvas, acompanhadas de ventanias em altíssima velocidade, para alegria geral dos citadinos. Nas regiões mais altas da cidade houve até os que tiraram seus casacos do guarda-roupas. O clima na metrópole mineira é multi-facial e pode se transmutar conforme a atmosfera, entrepostos às horas do dia. 

Tenham uma ótima noite!

segunda-feira, 11 de março de 2013

SOLARIS


“A proporção que passa o tempo, mais se compreende que a implantação de Belo Horizonte no centro econômico geográfico do Estado obedeceu a uma sábia orientação; centro da atividade oficial, destina-se a polarizar toda a existência social e econômica de Minas, dando-lhe um sentido unitário e reagindo sobre a vida das diversas regiões na forma de constantes e de poderosos estímulos. E assim que a cidade, durante tantos anos necessariamente voltada à vida oficial, se está tornando uma cidade exemplar, em relação a todo o Estado, agitando-se de forças próprias pelo rápido incremento das atividades comerciais e industriais. (...)”

Parte do relatório do prefeito Octacílio Negrão de Lima de 1935.


Tenham uma ótima noite!

sábado, 9 de março de 2013

OBRA


Qual o sentimento que vocês tem ao olhar essa foto?

O texto da foto de de hoje não será escrito por mim. Quero que vocês meditem e expressem suas impressões sobre a foto postada em um texto contendo até 300 caracteres. O autor do texto que houver mais curtidas na página (www.facebook.com/BhUmaFotoPorDia) será premiado com uma fotografia revelada em 50x30cm do blog www.bhumafotopordia.com, à escolha do vencedor!

Aguardando resultados...

Abraços à todos!

quinta-feira, 7 de março de 2013

TEMPORAL


Ontem BH sofreu mais uma vez com as tradicionais tempestades que assolam a região metropolitana periodicamente. Não sei se é impressão minha, mas aqui as chuvas que caem aqui na cidade parecem ser mais fortes que em outras urbes. Morei em Brasília por muitos anos e nunca vi por lá tamanha densidade de água que cai nas tempestades que aqui ocorrem. Ontem para sair do meu bairro foi um parto, pois todas as saídas estavam alagadas. Além do mais, os raios que despencam sobre a capital mineira também são muito intensos, por conta do terreno ferroso. BH é a segunda capital onde acontecem os trovões mais fortes e cai mais raios, perdendo apenas para Teresina, no Piauí. 

Tenham uma ótima noite!

quarta-feira, 6 de março de 2013

PERSONAGEM DA SEMANA: O PÁROCO DO PARAÍSO


A jornada para ir de encontro à sua vocação litúrgica é uma longa história, com vários capítulos que se pudéssemos dividí-los, daria um livro tão grande e complexo quanto a própria bíblia. Esse é o Pe. Bernardino Batista dos Santos, 65 anos, ex-professor de história formado pela PUC-MG. Natural de São Gotardo - MG, o santo homem já tem 35 anos de carreira sacerdotal e é um dos mais influentes padres da Zona Leste de Belo Horizonte, sendo o principal fundador da Paróquia de Santa Luzia, complexo que fica no bairro Paraíso, o qual abriga uma igreja, uma secretaria de ações sociais e uma escola homônima. Ele conta que sua vontade de se tornar padre vem de sua infância, tendo sido sempre apoiado pela sua mãe. Apesar dos percalços que encontrou pelo caminho, Bernardino não desistiu do sonho e concluiu 16 anos de seminário, sendo 8 deles cumpridos em Mogi Mirim, no interior de São Paulo, e o restante aqui na capital mineira. A celebração do funeral do próprio pai foi, segundo ele, o fato mais marcante de sua trajetória como padre, em 1988, um ano após a fundação da paróquia. Apesar disso, ele conta que muitos momentos celebrativos de ação de graças o deixam muito satisfeito; e pretende ampliar as atividades da ação social, renovar a ação pastoral e as celebrações litúrgicas. A Paróquia de Santa Luzia se integra às 282 paróquias existentes em toda Região Metropolitana de Belo Horizonte, situando-se na RENSP - Região Episcopal Nossa Senhora da Piedade, que leva esse nome por conta do Santuário da Serra da Piedade, em Caetés.

Tenham uma ótima noite!

terça-feira, 5 de março de 2013

LESTE


Boa noite pessoal! Tirei essa fotografia a partir da rua João Gomes, no bairro Paraíso, Zona Leste de Belo Horizonte. O bairro possui terreno acidentado e por conta disso temos lindas vistas panorâmicas em boa parte de suas ruas. 

Até a próxima!

domingo, 3 de março de 2013

RAUL


A grandeza de um lugar não é representada apenas por sua imponência ou por sua história. É também simbolizada pela capacidade que o local tem de se reerguer quando parecer não haver mais esperanças para ele. A famosa Praça Raul Soares, marco zero de Belo Horizonte, é um exemplo dessa metamorfose. Em outrora, foi tomada por sujeira, mendigos e histórias pra lá de assustadoras. Antes de sua recente reforma, ninguém arriscava cruzar a praça, onde hoje o verde e a vivacidade tomam conta. A Raul Soares possui traçado em estilo francês e desenhos de motivos indígenas, formados pelas belas pedras portuguesas em seu calçamento. Já foi palco de grandes revoluções, passeatas; deu origem a um grande bairro; acomodou simbólicos eventos e diversos festivais. Hoje, madura, ela se reserva a ser apenas um local de descanso e desfrute do cidadão que por ali vive ou trabalha. Possui música erudita como som ambiente, em auto-falantes espalhados pela região. Sua fonte central acompanha a música conforme sua intensidade se discrepa. Nada mais sublime, no coração da mais verticalizada região da metrópole...


Tenham uma ótima noite!


Arquivo do blog