sábado, 30 de abril de 2016

FOTOGRAFIA SINESTÉTICA


Preciosos personagens metropolitanos, que fisgam os olhares atentos, transformando-os, em conjunto com o aspecto urbano, em puro cântico visual.

© Charles Tôrres
------
Veja também:
bhumafotopordia.com
500px.com/charlestorres

sábado, 23 de abril de 2016

SILVESTRE & HENLEIN


Cá estou eu perdendo tempo de novo tentando eternizar o tempo em um diálogo órfão. Não dá pra tocá-lo, não dá pra senti-lo. Você faz parte dele, e ele te domina. Este sim é verdadeiramente onipresente e onisciente; e sua existência só é monitorada graças ao Papa Silvestre II e os aperfeiçoamentos de Peter Henlein. O tempo é um vetor interruptível, assustadoramente constante, amedrontador e silencioso. Usamos ele, precisamos dele, perdemos ele, monitoramos ele, mas não sabemos descrever o que é, do que se trata. E para cada um de nós, seres conscientes, ele finda no fato mais amedrontador do ser humano. Porém, o universo não o teme, pois o considera um velho amigo; um grande irmão. Por isso, o tempo talvez seja a única dimensão inexorável da física. Um vetor, uma constante (?), uma mudança padronizada nos intervalos do relógio. Um paradoxo coerente!

© Charles Tôrres / BH - Uma Foto por Dia

------
Veja também:
bhumafotopordia.com
500px.com/charlestorres
instagram.com/bhumafotopordiaoficial

sexta-feira, 22 de abril de 2016

RUA: UM ENREDO, DOIS DESFECHOS


© Charles Tôrres / BH - Uma Foto por Dia

------
Veja também:
bhumafotopordia.com
500px.com/charlestorres
instagram.com/bhumafotopordiaoficial

quarta-feira, 20 de abril de 2016

LOUCAS, CADA VEZ MAIS LOUCAS


E seguem loucas, cada vez mais loucas, as inquilinas dos céus, escravas da atmosfera. As residentes do topo, donas do paraíso, casa do tal criador, que usam as serras como colchão e o azul como lençol. Elas dissipam-se no íntimo fitar dos ventos e as vezes irritam-se, chorando lágrimas densas sobre Belo Horizonte.

© Charles Tôrres / BH - Uma Foto por Dia

------
Veja também:
bhumafotopordia.com
500px.com/charlestorres
instagram.com/bhumafotopordiaoficial
VULTOS DO OLHAR


Se eu não fosse fotógrafo, seria um andarilho permanente; sendo guiado pela minha sombra até o meio dia e a tarde iria contra ela, parando a noite para descansar e observar as estrelas. Mas como sou fotógrafo, me contento em congelar os preciosos instantes da vida, por mais singelos que pareçam ser.

© Charles Tôrres / BH - Uma Foto por Dia

------
Veja também:
bhumafotopordia.com
500px.com/charlestorres
instagram.com/bhumafotopordiaoficial
GRANDE BELO HORIZONTE


Mesmo com todos os problemas administrativos e econômicos, com todas as falcatruas governamentais, as faltas de perspectivas, o metrô que não é ampliado há 15 anos, os golpes políticos que afetam toda a nação, a produção artística que vai de mal a pior, a instabilidade no comércio e a crise social... Belo Horizonte ainda é bela, nobre, forte, imponente e gigante pela própria natureza. Ainda é uma cidade que vale a pena! Por isso, cidadãos, curtam o feriado para segunda voltarmos firmes e fortes para os braços dessa maravilhosa metrópole e fazer de BH uma urbe ainda mais magnânima.

© Charles Tôrres / BH - Uma Foto por Dia

------
Veja também:
bhumafotopordia.com
500px.com/charlestorres
instagram.com/bhumafotopordiaoficial

terça-feira, 19 de abril de 2016

PARADOXOS COERENTES


Metrópoles são capsulas do tempo, que ditam os preceitos futuristas no mesmo espaço que acolhe as relíquias do passado. Aventure-se pelas grandes cidades: os mais ousados exploradores são premiados com imagens e informações que vão muito além do Google.

© Charles Tôrres / BH - Uma Foto por Dia

------
Veja também:
bhumafotopordia.com
500px.com/charlestorres
instagram.com/bhumafotopordiaoficial

domingo, 17 de abril de 2016

SÍNTESE NACIONAL


Parabéns, brasileiros! Vocês acabam de ser abalroados por atitudes de repugnantes seres políticos que, definitivamente, NÃO estão a seu favor. E a vida segue.

© Charles Tôrres / BH - Uma Foto por Dia

------
Veja também:
bhumafotopordia.com
500px.com/charlestorres
instagram.com/bhumafotopordiaoficial
PARQUE MUNICIPAL


© Charles Tôrres / BH - Uma Foto por Dia

------
Veja também:

sábado, 16 de abril de 2016

PRELÚDIO URBANO


© Charles Tôrres / BH - Uma Foto por Dia

------
Veja também:

sexta-feira, 15 de abril de 2016

FOG


© Charles Tôrres / BH - Uma Foto por Dia

------
Veja também:

quinta-feira, 14 de abril de 2016

BOA TARDE!


© Charles Tôrres / BH - Uma Foto por Dia

------
Veja também:

quarta-feira, 13 de abril de 2016

BOA NOITE, BH!


E anoitece na grande metrópole mineira.

© Charles Tôrres / BH - Uma Foto por Dia

------

500px.com/charlestorres
instagram.com/bhumafotopordiaoficial
COMUNIDADE VIVA


As cidades são nossas colmeias, nosso habitat, e pelo simples fato de estarem em constante mutação em função do homem, são organismos vivos. Sem o cultivo certo, murcham e morrem. Cidades bem planejadas são catalisadores sociais. Precisamos da cidade. Cuidemos dela.

© Charles Tôrres / BH - Uma Foto por Dia

------

500px.com/charlestorres
instagram.com/bhumafotopordiaoficial
O ARTISTA NÃO PREDIZ O FUTURO... ELE O CRIA!


© Charles Tôrres / BH - Uma Foto por Dia

terça-feira, 12 de abril de 2016

VULTOS DESCORTÍNIOS


Intensidade urbana no âmago cardinal da cidade metropolitana.

© Charles Tôrres / BH - Uma Foto por Dia

------

500px.com/charlestorres
instagram.com/bhumafotopordiaoficial

segunda-feira, 11 de abril de 2016

NOITE PÚRPURA


© Charles Tôrres / BH - Uma Foto por Dia

------

500px.com/charlestorres
instagram.com/bhumafotopordiaoficial
GRANDES HOMENS


Grandes são os homens que gostam de desafio. Que desafiam e não se intimidam com torpes adversários.

Grandes são os homens que acreditam. Que possuem fé na tábua que lhe servirá de base à travessia perigosa.

Grandes são os homens amigos. Os homens benevolentes, que enaltecem a fraternidade e valorizam suas alianças.

Grande são os homens que sonham grande. Que debulham suas veredas com a convicção de um felino à caça de sua presa.

Grandes são os homens que sabem lidar com si próprios. Que ousam, desmembrando-se de seus limites de seus cárceres internos.

Grandes são os homens que personificam o amor. Que se tornam ainda maiores na companhia de quem lhes concedeu seus sentimentos.

Grandes homens... produzidos através dos mais simples ingredientes.

 Charles Tôrres / BH - Uma Foto por Dia

------

500px.com/charlestorres
instagram.com/bhumafotopordiaoficial

domingo, 10 de abril de 2016

NÃO É A DILMA, NEM O AÉCIO, E NEM O CUNHA. É VOCÊ!


Não há moral na reivindicação política de um povo que não sabe usar a lixeira.

© Charles Tôrres / BH - Uma Foto por Dia

sábado, 9 de abril de 2016

METROPOLITANO


Domingo de manhã: ótimo para visitar lugares interessantes da metrópole indo de metrô.

© Charles Tôrres / BH - Uma Foto por Dia

------

500px.com/charlestorres
instagram.com/bhumafotopordiaoficial
PLEBE RUDE


Selva de concreto aparente, zunidos infinitos, barulhos constantes, promoções intermináveis, motores, trens, helicópteros, motocicletas, sapateados, burburinhos vocais, espirros da época, apitos corretivos, zangados, amáveis, freadas, construções, marteladas, alarmes, sirenes, o patrão enlouqueceu e a oferta é exclusiva! Citadinos do Baixo Centro belo-horizontino em seu habitat mais envolvente. Gostem ou não gostem, isso é BH em seu elixir popular. Faz a metrópole ser pluricultural e rítmica. És bela, és forte, impávido colosso mineiro.

© Charles Tôrres / BH - Uma Foto por Dia

------

500px.com/charlestorres
instagram.com/bhumafotopordiaoficial
LIGHT TO DARK


© Charles Tôrres / BH - Uma Foto por Dia

------
500px.com/charlestorres
instagram.com/bhumafotopordiaoficial

sexta-feira, 8 de abril de 2016

VIA LESTE - OESTE


Com cerca de 40km de extensão, a Via Leste-Oeste é um dos maiores complexos viários da cidade e liga importantes regiões da metrópole, como a Região Oeste, Leste, Noroeste, Central, Contagem e Betim. Cerca de 18km da via é expressa, ou seja, não possui interceptações ao longo do trecho. O nome "Leste-Oeste" foi um acordo entre as prefeituras para facilitar a nomenclatura de toda a extensão da via, que possui nomes diferentes ao longo dela, tais como Andradas, Contorno, Tereza Cristina e Via Expressa. 

© Charles Tôrres / BH - Uma Foto por Dia

------

500px.com/charlestorres
instagram.com/bhumafotopordiaoficial

quinta-feira, 7 de abril de 2016

MINAS MATRIX


Uma pequena fatia de tempo em uma cena comum da comunicação interregional da grande cidade. Um ode visual urbano metropolitano gravado em três segundos de exposição enquanto o comboio zuna sentido oeste/norte da imensa urbe mineira seguido de um lapso de contemplação da tribuna que segura o homem, congelado na X-Pro2 que eu carregava em meu ombro. 

© Charles Tôrres / BH - Uma Foto por Dia

------
Siga:
500px.com/charlestorres
instagram.com/bhumafotopordiaoficial

METROPOLIS LOUNGE


Ele evoca nos ouvintes a sensação do sublime, do intenso. Ele irradia dissonantes e multiculturalidades, emanando a sensação do fogo que arde sem se ver, da ferida que dói e não se sente. Nobre por natureza, noturno por opção e cosmopolita por vocação, ele ignora cerimônias, cintilando e perpetuando a sentença selvagem e elegante dos ouvintes. Com notas improvisadas numa plataforma polirrítmica e síncopa, esse é o lounge, um estilo musical nascido no jazz, mas recentemente emancipado, graças à sua identidade própria, consistente, sólida e irreverente. Tem um pouco de soul, de funk e de bossa. Estilo de ritmos variados e acordes audaciosos. Ora é pão de queijo com café, ora vinho e canapé, mas não dispensa a boa companhia. 

© Charles Tôrres / BH - Uma Foto por Dia

------

500px.com/charlestorres
instagram.com/bhumafotopordiaoficial

quarta-feira, 6 de abril de 2016

CITY LIGHTS


Sábia expressão que diz que a noite é uma criança. Instigante e sexy, é o momento do dia em que esquecemos o que são pecados capitais, leis ou moralismos. Não temos deveres nem prestação de contas. Momento de chacoalhar o espírito, saquear corações solitários, apaixonar por sorrisos, chorar pelo vinho derramado. Com o astro maior iluminando o outro lado do planeta, Deus adormece junto com seus mandamentos e as avenidas estão livres como o sangue que corre em nossas veias. Sai Apolo, venha Nyx! É hora de nos sentirmos vivos e demasiadamente humanos, como já dizia o sábio Nietzsche. Hora de partir, de pecar, de extrapolar, de ousar, de experimentar perigosamente. Foi pra lá da madrugada que os grandes ritmos fizeram nome, que os poetas criaram os versos que mudaram a história da literatura. A noite não temos medo de ser quem somos. Mostramos a cara, desnudamos ao luar, nos banhamos de música sob o testemunho estrelar. É a noite que Belo Horizonte deixa de ser tradicional família mineira e se transforma na insaciável vizinha sedutora. Os pães de queijo dormem, as pimentas fazem a festa. Quem ainda não experimentou, fica aí a dica. 

© Charles Tôrres / BH - Uma Foto por Dia

------
Siga também:

terça-feira, 5 de abril de 2016

ÂMAGO METROPOLITANO


A Praça Sete de Setembro é o coração consagrado da grande metrópole mineira, situada na Região Central da cidade, mas especificamente em seu Hipercentro. É onde é bombeada a energia que pulsa no cotidiano de mais de sete milhões de habitantes, considerando-se o subalterno colar metropolitano. Fincada no cruzamento de duas grandes avenidas, Afonso Pena e Amazonas, a praça não é necessariamente uma praça, apesar de haver diversas áreas de convivência ao seu redor. Ela é elevada ao patamar de 'praça' por conta de uma antiga tradição belo-horizontina, a qual costuma nomear cruzamentos de grandes avenidas centrais como se fossem praças. Principal ponto de referência de Belo Horizonte, o lugar é um dos corredores mais cosmopolitas do Brasil, recebendo um fluxo de cerca de dois milhões de cidadãos e turistas diariamente, segundo estimativas. Vale a pena parar para tomar um cafezinho no tradicional Café Nice, apreciar uma exposição no Centro de Arte Contemporânea e Fotografia e observar a intensa movimentação desse interessante núcleo urbano.  

© Charles Tôrres / BH - Uma Foto por Dia

------

500px.com/charlestorres
instagram.com/bhumafotopordiaoficial

segunda-feira, 4 de abril de 2016

SILHUETA


Reverberados raios solares, que tangem todos os ângulos e quinas da grande capital mineira, enlaçando nosso olhar e nossa atenção com seus brilhos louros flavescestes.

© Charles Tôrres / BH - Uma Foto por Dia

------

500px.com/charlestorres
instagram.com/bhumafotopordiaoficial

domingo, 3 de abril de 2016

O HOMEM TAMBÉM CHORA


Grandes homens, jovens garotos. A tarefa exacerbada de crescer fora de hora extingue da maioria o apreço pela magia do novo, do irreverente, do provocante. Os guris crescem com uma saudosa vontade de ficar mais um pouquinho. Exigem dos pirralhos o não chorar, o não amolecer, o não enfraquecer, o não sonhar... o pé no chão, o músculo, a valentia. Desde moleques são criados para serem alfas, sem que o processo aconteça temperadamente. Demandam destemor, desprezam empatia. Engole esse choro; macho que é macho não lamenta! A sociedade esquece que a semente da exploração está dentro dos pequenos, sendo que, instintivamente, estão fadados a liderar ou seguir um líder. Deixemos os jovens correrem livres...

© Charles Tôrres / BH - Uma Foto por Dia

------
Veja também: 

500px.com/charlestorres
instagram.com/bhumafotopordiaoficial

sábado, 2 de abril de 2016

PONTO DE FUGA


Trem suburbano expresso comboio cidade industrial eldorado superfície rápido trilho eficaz ineficiente velho estação central moderno retrô sucateado pantógrafo reformado falido planejado vintage elétrico locomotiva operante bitola contagem automático linha metrominas controle gameleira terminal vila oeste bilhete licitação vilarinho sindimetro maria fumaça túnel music station cbtu roda são gabriel usuário embarque estrutura concreto ramal águas claras integração vagão dilma propõe plataforma nada acontece depois da faixa amarela fuga do guarda que impede fotógrafo de fazer seu trabalho no ato do clique... metrô!

Fotografia com co-autoria e participação de Rafael Benevides, fotógrafo, professor e grande amigo!

© Charles Tôrres / BH - Uma Foto por Dia

------

500px.com/charlestorres
instagram.com/bhumafotopordiaoficial
CAFÉ NICE


O tradicional Café Nice, melhor e mais original casa de repasto do país, no centrão visceral de Belo Horizonte e seu cotidiano urbano. Lugar de boa prosa, encontros marcantes e um cheiroso cafezinho coado na hora.

© Charles Tôrres / BH - Uma Foto por Dia

------

500px.com/charlestorres
instagram.com/bhumafotopordiaoficial

sexta-feira, 1 de abril de 2016

SULACAP


Um dos primeiros arranha-céus de Belo Horizonte. Projetado na década de 1930 pelo arquiteto Roberto Capello, Edifício Sulacap (e seu irmão gêmeo, Sulamérica) foi precursor da engenharia civil de alta estatura na capital mineira. Situa-se na confluência da Assis Chateaubriand com Afonso Pena; erguido sob o desfecho do art déco, fazendo conjunto com o suntuoso Viaduto Santa Tereza numa representação singular de irmandade. Suas quinas angulares com retas precisas harmonizam-se com o traçado planejado da cidade, numa mescla de referências que vai da Mondrian a Mies Van Der Rohe. No interior, tudo o que há de melhor em acabamento e ostentação da época, fazendo do conjunto um dos principais edifícios de escritórios e empresas da grande cidade em sua época.

© Charles Tôrres / BH - Uma Foto por Dia

------

500px.com/charlestorres
instagram.com/bhumafotopordiaoficial