terça-feira, 30 de setembro de 2014

POLUIÇÃO POLÍTICA


E a situação segue desastrosa em Belo Horizonte. As ruas estão imundas, tomadas por cartazes e panfletos de candidatos. As calçadas foram abalroadas por placas, atrapalhando o caminhar dos pedestres. Alguns partidos vão mais longe e inundam praças inteiras com seus militantes abanando faixas hasteadas em varas, sem se preocupar com os cidadãos que passam por ali. E isso não se restringe ao partido X ou Y. São todos! Todos eles. O vermelho, o azul, o verde e o rosa-choque. O tucano, o periquito, o tico-tico e o santo do pau oco. Tem bosta que fede mais, tem bosta que fede menos, mas tudo é bosta. Somamos isso ao calor infernal que vem atordoando a cabeça dos belo-horizontinos nessas últimas semanas e vamos ficando ainda mais indignados com a situação urbana nessa época de eleição. É uma falsidade desenfreada; promessas sem base, sem contexto. É curioso a forma como a esmagadora maioria dos políticos brasileiros não apresentam propostas. Só promessas! É muito fácil prometer ampliação do metrô, educação e saúde sem nos mostrar qual a proposta para fazer isso tudo sair do papel. Política não é fantasia. Política é matemática, orçamento, economia, leis, cálculos, avaliação, investimento, sugestão, estimativa, risco, precisão, psicologia. Um bom político deve se assemelhar a um investidor. Deve entender de mercado, deve ter perspectiva de ação. Mas não, político brasileiro não entende nada sobre política. São raros, raríssimos, quase inexistentes, os políticos atuantes, aqueles que realmente trabalham, se inserem de corpo de alma no negócio. Eles só querem a fatia do bolo que lhes pertence e caçar um jeito que abocanhar outras fatias. Estamos à deriva de um sistema viciado e perturbador. E o pior: com a cidade suja!

Boa noite a todos.

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

SÍNTESE


Duas alas, duas cores
Uma cidade, quatro vetores
Milhares de prédios, milhões de pessoas
Esquinas demais, chuva de menos
Queijo curado, café bem passado
Carro excessos, trilhos recessos
Simpatia aos montes, serras e vales
Cozinha mineira, requinte europeu
Rio de asfalto, rio de gente
Soul na vitrola, mão na viola
Jazz à marola, funk da rebola
Foto na hora, foto na hora
Contorno contorna, metrô transborda
Cultura de mais, cultura da massa
É um belo horizonte, é uma febre terçã
Águas de março, calor de setembro
Sou Catalão, Confins é avião
Acaiaca e Tamoios, JK e Olegário
Mocotó do Nonô, Caol do Palhares
Café Nice e Lucinha, João e Maria
Metrópole pujante, cantinho elegante
Selva de pedra, cheiro de roça
Café com pão, manteiga não
Se o Jota é Quest, o Pato é Fu
Bituca Lô Borges, Drummond e Samuel
Pampulha e Betim, Tupi e Brumadim
Bahia Rio, Sampa Candanga
Belíssimo Horizonte!

Charles Tôrres

domingo, 28 de setembro de 2014

QUENTE E SECO


E o tempo em Belo Horizonte segue quente e seco, já se assemelhando ao clima comum nas cidades do Centro-Oeste brasileiro, como Goiânia e Brasília. A chuva está atrasada há algumas semanas, contrariando as previsões propostas por meteorologistas. Com temperaturas máximas esbarrando nos 32º nos dias mais quentes e umidade relativa do ar com mínimas próximas aos 20% (considerada emergencial por aqui), a situação se agrava na região central, onde a densidade de veículos e edifícios segregam o ar quente e impedem a circulação atmosférica. Estão previstas pancadas de chuva para o início da semana que vem; e a ventania fria que se assopra desde o início da noite insinua uma mudança de temperatura em breve. Vamos aguardar e torcer!

Tenham uma ótima segunda-feira!

sábado, 27 de setembro de 2014

117 ANOS!


Hoje nosso querido Parque Municipal está completando 117 anos. Situado no Hipercentro de Belo Horizonte, o Parque Municipal Américo Renné Giannetti é a principal área verde do downtown belo-horizontino. Projetado pelo ilustre Paul Villon, o qual também projetou outros maravilhosos parques no Rio de Janeiro e em São Paulo, o "Central Park" de BH foi inpirado nos jardins de Paris, e é um recanto de lazer e sossego aos trabalhadores da região, na encruzilhada de um dos mais movimentados centros urbanos do Brasil. O  projeto reúne  coreto, orquidário, monumentos e teatro de arena; possui mais de duzentas espécies de árvores e plantas em geral, além de pequenas espécies de animais: pássaros, gatos, esquilos, micos e peixes. Áreas de lazer, como quadras de tênis, pistas de patinação, passeios de barco, aparelhos de ginástica, bar e lanchonete estão inclusos dentre suas diversas opções de entretenimento. A sua interação com a movimentação urbana do centro da cidade é contrastante, tamanha a paz que encontramos no interior do parque em distinção com a movimentação caótica das grandes avenidas que o circundam. Uma experiência inigualável!

Uma boa noite pra vocês e até amanhã.

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

BONFIM


Falar sobre cemitérios pode deixar muita gente de cabelo em pé. Tem gente que não gosta nem de passar perto de um. Mas é fato que a estátua acima não fica em qualquer necrópole. Inaugurado em 08 de fevereiro de 1897, o Cemitério do Bonfim é mais antigo que a própria Belo Horizonte, sendo o principal cemitério da cidade até o início da década de 1940. Hoje a Grande BH possui outras grandes necrópoles, como o Cemitério Israelita, o Cemitério da Saudade, o Cemitério da Paz, Parque da Colina, Parque Renascer, Bosque da Esperança, dentre muitos outros; mas o Cemitério do Bonfim é, de longe, o mais icônico de todos. Muitos dizem que ele se assemelha com o famoso Cemitério Recoleta, em Buenos Aires, por conta dos seus túmulos e mausoléus enormes e muito bem adornados. O Cemitério do Bonfim situa-se no bairro homônimo, na Região Noroeste de BH, e é fonte de pesquisa e estudo de profissionais ligados a várias áreas das ciências e das artes, devido ao seu majestoso acervo histórico, caracterizado por esculturas decorativas de seus jazigos. Sempre fui um grande apreciador de arquitetura e sempre gostei de estudar sobre os estilos arquitetônicos da história da humanidade. Mas eu nunca imaginei que tais estilos são empregados inclusive em túmulos. Sim, túmulos! Encontrei representantes arquitetônicos de diversos estilos, do neoclássico ao art-déco, do modernismo ao contemporâneo. Os túmulos modernistas são os mais interessantes. Mas, independente da classificação em que ele se encontra, todos os túmulos e mausoléus do cemitério são acompanhados de esculturas belíssimas. Algumas delas enormes, especialmente de ex-presidentes e tradicionais famílias mineiras. Lá eu pude conferir nomes ilustres, como Bias Fortes, Prudente de Morais, Silviano Brandão, Olegário Maciel, dentre outros. O clima do lugar é bem diferente da região que o circunda. Apesar de estar relativamente próximo à zona central da cidade (cerca de 2km), o "campo-santo" possui uma paz elevada em seu interior. Pode parecer incoerente, mas é muito bom estar no Cemitério do Bonfim! É um local que nos coloca em reflexão e meditação sobre a vida, sobre as pessoas... e sobre a própria morte! Cheguei lá as 16h e fiquei perambulando sozinho pelo enorme local por quase 2h, encontrando apenas uma senhora com uma bíblia nas mãos fazendo uma oração para os finados. As 17h45 já estava completamente escuro e frio; e, ainda assim, a paz do lugar permanecia. Não senti medo em momento algum (até porquê, não acredito em espíritos...). Ao sair, tive vontade de continuar ali, contemplando aquela paz e apreciando a vista maravilhosa que o cemitério nos proporciona. Uma experiência inigualável!

Tenham uma ótima noite!

terça-feira, 23 de setembro de 2014

FOTO NA HORA, FOTO - II


Valadares
Dentiiiistas
Chip da Claro
Desentope fogão
É a Quina premiada
Tatuagem e piercing
Corto cabelo e pinto
Compro e vendo ouro
Mega Sena acumulada
O senhor é meu pastor
Mata barata e formiga, é o giz!
3x+5 = \frac{34}{5} \iff 5(3x+5) = 5 \cdot
Chip da Oi, cinco reais com cem reais de bônus
12h! Hora do Caol com Caracu no Palhares. Bora, véi?

Tenham uma ótima noite!

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

REBELDES


Ariscos, inquietos, apressados. Os motociclistas de Belo Horizonte testam diariamente o fluxo da cidade como se não houvesse o amanhã. Com cerca de 400 mil motos em toda Grande BH, o trânsito saturado espreme a  crescente frota de veículos entre as ruas e avenidas, fazendo os motociclistas ficarem cada vez mais à margem das faixas de rolamento. E como se não bastasse, o mercado dita que motoqueiro BOM é motoqueiro rápido. Os contratantes não querem saber de entregas feitas de moto que demoram o mesmo tempo das entregas feitas de carro. Se o sujeito está numa moto, tem que entregar a mercadoria com um terço do tempo que levaria se estivesse num automóvel. É aí que está o entrave da questão. Açodados, os mensageiros sob duas rodas atuam na circulação conforme o instinto incalculista vos manda. Como vamos reeducar motociclistas adestrados por um mercado sedento e imparcial? Se não forem ágeis, perdem o emprego, ou o cachê no fim do mês é delgado. Mensagens publicitárias advertindo os perigos da motocicleta já não valem mais. O buraco é mais embaixo.

Uma boa noite pra vocês e até amanha!

domingo, 21 de setembro de 2014

THE PARTY AFTER SKY


Grande Belo Horizonte, envolvida pela atmosfera flava, nos alimentando com horizontes radiantes, semióticas urbanas, constituídas pela gigante metrópole mineira que delicadamente se converte sob o bailar celeste intangível e ininterrupto. 

Tenham uma ótima semana!

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

O REI


A natureza nos oferece milhares de espetáculos diários. Um dos maiores maiores deles é também nossa principal fonte de luz e calor; o sol. Ele define o céu, as cores, a iluminação e as sensações ao longo do dia. O sol dita as regras do cromo da atmosfera, em sintonia com a intensidade do fulgor e o desenho das nuvens. O por do sol por si só é o maior show que nós presenciaremos enquanto vivos. Apreciar um por do sol é a maior das orações humanas.

Uma ótima noite pra vocês e até amanhã!

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

SUNSHINE


E o calor intenso segue atordoando a cuca dos belo-horizontinos. O sol se põe nos deixando a esperança de um dia de chuvas em breve, para espantar a secura e as altas temperaturas.

Tenham uma excelente noite!

terça-feira, 16 de setembro de 2014

FOTO NA HORA, FOTO!


Dentistas
I feel good
No, woman no cry
Compro e vendo ouro
Corte de cabelo é dez
Mega Sena acumulada
Dum tcha tcha dum - tcha
Chip da Tim com dez de recarga
tg(3y-25) + sen^3(cos(y^2 +4y -1))= 255
Chip da Oi, cinco reais com cem reais de bônus
17h! Bateu uma fome! Bora tomar um café no Café Nice?

Tenham uma ótima noite!



segunda-feira, 15 de setembro de 2014

DANÇA


E o domo celeste segue surpreendendo-me cada vez mais com suas transfigurações diárias, as vezes quase momentâneas, alternando meus sentimentos conforme o bailar das nuvens.

Tenham uma ótima noite!

domingo, 14 de setembro de 2014

QUASE PRIMAVERA


O belo pôr do sol de hoje, capturado sobre o manto da região do Barreiro, para animar o início da semana e pujar as expectativas sobre os dias que virão, recheados de bons cafés, boa prosa, fotografias inspiradoras e grandes novidades.

Boa noite a todos!

sábado, 13 de setembro de 2014

EAST HOST


Situando-se no bairro Santa Efigênia, a Região Hospitalar de Belo Horizonte abriga os maiores e mais completos hospitais de Minas Gerais, como Hospital das Clínicas, Hospital São Lucas, o Pronto Socorro João XXIII, o Semper, a Santa Casa e o maior hospital da Unimed do Brasil, além de inúmeros prédios comerciais direcionados à instalação de consultórios médicos. Além disso, é uma das zonas mais boêmias da cidade, acomodando, especialmente na charmosa Avenida Brasil, centenas de bares, casas de espetáculo e teatros. É na Região Hospitalar que fica também o terceiro maior shopping da cidade atualmente, o Boulevad Shopping. 

Tenham uma ótima noite de sábado!

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

JOSÉ


A Igreja São José é um dos destaques da arquitetura manuelina em Belo Horizonte. Localizada num cânion urbano, na confluência entre ruas Espirito Santo e Tamóios, no hipercentro, o templo foi inaugurado em 1910 e era o edifício mais alto da cidade, época em que ainda distinguia-se ares interioranos na capital mineira, com seus parcos 30 mil habitantes. Hoje a paróquia se destaca por entre edifícios modernistas, no coração financeiro e comercial da metrópole. 

Tenham um ótimo fim de semana!

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

OESTE CARMIM


Interessantíssima a dilatação cromática celeste em tempos álgidos. O azul turquesa reina em alguns períodos do dia, enquanto nos horários crepusculares, somos brindados com tons escarlates que nos remetem às mais intensas labaredas. Soma-se tal fato à coloração natural da cidade, que vai se metamorfoseando conforme o degradê da atmosfera; e eis que temos efeitos visuais magníficos.

Tenham uma ótima noite!

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

ISRAEL PINHEIRO


E a Praça do Papa segue com sua vista maravilhosa, céu azul cintilante, cores e contrastes intensos e um friozinho pra lá de bom.

Tenham uma ótima tarde!

terça-feira, 9 de setembro de 2014

LOMOGRAFANDO


Bom, particularmente não sou muito fã de lomografia... porém, dentre umas brincadeiras e testes que fiz com a pequena Lomo Fisheye 2, nova câmera do museu fotográfico do Estúdio Metrópole, gostei do resultado da fotografia acima, que passa a impressão de ter sido feita através da lente do olho mágico da porta de uma residência. Pra quem não conhece, lomografia é uma técnica fotográfica extremamente simplificada, e consiste na utilização de câmeras simplórias, desprovidas de recursos manuais, usadas apenas para um registro despretensioso do cotidiano e suas espontaneidades. A febre lomográfica começou com a produção da câmera Lomo, modelo concebido na extinta URSS no final da década de 80. De um modo geral, a lomografia é um movimento fotográfico que utiliza câmeras automáticas de baixo custo, tendo como princípio a portabilidade e a filosofia de que o lomógrafo sempre anda com a câmera, utilizando ela o dia todo e todo dia. Vale ressaltar que as lomos são câmeras de filme, portanto, mesmo sendo baratas, não é um hobby muito acessível de se manter. Não gosto muito de lomografia por notar bastante imperfeição nas fotografias produzidas com as câmeras Lomo, já que suas lentes são feitas de plástico. Porém, não poderia deixar de testá-la, já que agora temos uma em nosso acervo. Constatei, obviamente, que a foto não tem qualidade alguma pra impressão, mas para visualização virtual ficou até bacana. Eis o resultado!

Tenham uma ótima noite.

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

PARAÍSO


O sol nasce para todos, mas poucos são capazes de apreciá-lo. Como costumo dizer, grande são os homens que buscam o paraíso em vida. Carpe diem! A vida está acontecendo nesse instante. Não viva para o amanhã, viva para o agora, viva intensamente. Ame as pessoas como se não houvesse amanhã; parafraseando Renato Russo. O que você está fazendo nesse exato momento? Você faz o que gosta ou está à espera de um milagre? Sua vida é a maior mágica da natureza. O paraíso é a Terra, maravilhoso planeta recheado infinitas possibilidades. Cada segundo que se passa é um segundo a menos de vida, portando, não devemos desperdiçá-los. Eternidade? Que seja eterno enquanto dure. Aproveite: você não terá outra chance. Fé na tábua!

Boa noite a todos.

domingo, 7 de setembro de 2014

O CLIQUE DA PATROA!


Hoje, excepcionalmente, pela primeira vez na história do BH - Uma Foto Por Dia, a fotografia postada não é de minha autoria. Que fez essa maravilha de imagem foi minha digníssima esposa e também fotógrafa, Lígia Tôrres. Lígia é pintora, escultora, ilustradora, musicista, professora de olhar fotográfico e coordenadora do curso completo de fotografia do Estúdio Metrópole. Especialista em fotografias espontâneas e luz natural, Lígia encara uma câmera fotográfica da mesma forma que empunha um pincel sobre uma tela. Suas imagens são poesias visuais carregadas de sentimento, manifestando íntegro apreço em seus expectadores, numa atuação reverente da mais pura forma de expressão artística. Seu amor pela profissão exala pelos seus poros e contagia nossos alunos, configurando-lhes novos apreciadores da vida e da arte. E, como num passe de mágica, num disparo único e certeiro, Lígia fez a fotografia acima, na Avenida Amazonas abalroada de veículos - um instante tão singular que só mesmo seu olhar apuradíssimo pode detectar. Ah sim, vale ressaltar que, além de grande artista, a patroa é linda! Um doce botão de flor na forma humana.

Tenham uma ótima semana!

sábado, 6 de setembro de 2014

DEPOIS DO JAZZ


O som das ruas... as notas sanguíneas... o dedilhado ardente do pianista ainda reage dentro de mim e eu não quero esquecer o clímax da última peça tocada. Meu café esfriou, vou comprar etanol para esquentar a consciência. Saio do pub em direção ao meu apartamento a fim de revelar o filme que se encontra no interior da Nikon F. Pretendo perpetuar a expressão selvagem do contra-baixista colocando mais groove no swing da banda. Perfeito momento onde o jazz nos acompanha. Estilo de ritmos variados, acordes audaciosos, instrumentistas dedicados de forma parecerem fundir-se com a própria música... ousadia! Notas improvisadas numa plataforma polirrítmica; e por ora, síncopa. Passeio sobre a calçada tentando reaver cada sensação, cada emoção daquele momento jazzístico, funkadélico. O dia foi-se embora junto com a temporada e sinto como se não vendessem mais pilhas para meu rádio... ano que vem tem mais.

Charles Tôrres

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

CAPITAL DO ENTRETENIMENTO


Capital dos, bares, dos botecos, dos restaurantes, das esquinas abalroadas de gente, dos museus, das grandes avenidas e doces corações. Enérgica, cosmopolita, caótica e sublime; a cidade impressiona cada vez mais pela potência e excita um encanto inebriante. Capital das artes, BH possui hoje cerca de 110 espaços culturais num raio de 20km da Região Central, dentre eles, o Circuito Cultural da Praça da Liberdade (o maior complexo cultural da América Latina). Temos também Inhotim, que atualmente é o maior museu de arte a céu aberto do mundo! Tanta cultura não merece ser apreciada de estômago vazio. Por isso, BH é também capital gastronômica, possuindo mais de 20 mil bares e restaurantes, o maior índice nacional - literalmente, a cozinha do Brasil. É impossível não se curvar diante de tamanha astúcia, seja qual for a origem do visitante. Ao se aproximar da infindável urbe, o cidadão logo fica chocado pelas dimensões: centenas de milhares de quilômetros de avenidas, cada vez mais largas, cada vez mais insuficientes; edifícios que parecem querer tocar os céus (já está em construção na cidade o maior do Brasil), indústrias dentre as mais poderosas do continente. O burburinho citadino se dá na forma do intrincado vai-e-vem de pessoas, carros, ônibus, caminhões, trens e demais elementos que circulam 24 horas por dia, estando presentes em tudo; nas baladas, nas farras, nos outrdoors, nos footings, nos trilhos, nas serras e nas cervejas geladas! Grande urbe dos incontáveis povos e sotaques. Complexa metrópole das intermináveis vias, dos emaranhados sabores, polo financeiro, potência nacional. Uma cidade magnânima; acomodada entre vales, com culturas e tradições que vão se moderando e alternando conforme vamos nos avançando em suas longínquas regiões. Como costumo dizer, Belo Horizonte pulsa e o mundo toma nota. E conforme o tempo avança, a cidade se transforma, afim de se destacar cada vez mais entre o olimpo das maiores metrópoles do planeta. 

Tenham uma excelente noite!

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

CORETO DA PRAÇA


Eis um take analógico do maravilhoso coreto da Praça da Liberdade, um dos últimos exemplares de Belo Horizonte. Coretos eram usados em outrora para proclamações políticas e apresentações artísticas, mas nos dias de hoje eles apenas adornam praças e parques. Coreto é também uma expressão regionalista de Minas Gerais, o qual denomina uma reunião festiva e a cantoria que ocorre nesses eventos.

Tenham uma ótima noite!

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

HORIZONTE


Generoso, catito, encantador, esbelto, galante, elegante, garboso, atraente, airoso, guapo, jeitoso, formoso, bonito... belíssimo horizonte!

Tenham uma ótima noite!

terça-feira, 2 de setembro de 2014

FLORESTA


Nascido como subúrbio, o Bairro Floresta é hoje um dos principais bairros da Zona Leste de Belo Horizonte. Acolheu os operários que trabalharam na construção da então nova capital mineira. Várias histórias sugerem a origem do nome da região; uns dizem que um antigo Hotel Floresta teria motivado o nome, enquanto uma outra versão diz que o nome está ligado à paisagem verde que se avistava, olhando a partir do Centro. A região abrigou ilustres personalidades, como o poeta Carlos Drummond de Andrade, Pedro Aleixo, Negrão de Lima; e até o compositor carioca Noel Rosa, que veio passar uma temporada em Belo Horizonte em busca da cura da tuberculose que o afetava, já que o clima da cidade era considerado um dos melhores do país. Outro compositor, Rômulo Paes, cantou o bairro em versos: Minha vida é esta, subir Bahia, descer Floresta. Nos dias de hoje, o Floresta é um bairro moderno, e possui infra-estrutura completa, com shoppings, bancos, hotéis, supermercados, restaurantes variados, além de abrigar as primeiras lojas de duas conhecidas redes de doces e tortas da cidade: a Lalka e a Confeitaria Momo, respectivamente.

Tenham uma ótima noite!

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

AEROPORTO INTERNACIONAL DE BELO HORIZONTE


Sim, meus amigos, o nome dele mudou. Com a proposta do consórcio integrado (uma espécie de parceria entre entidades públicas e privadas), introduzida pelo Governo Federal para os maiores aeroportos do país, o nosso conhecido Aeroporto de Confins agora se chama BH Airport - Aeroporto Internacional de Belo Horizonte; nome dado pela atual principal acionista do complexo, a qual é praticamente dona do terminal, pois conta com mais de 50% das ações atualmente. Não, não é uma privatização, pois essa modalidade contratual vale por apenas 30 anos, no intuito de realizar uma troca: os novos acionistas (privados, logicamente) investem pesado na modernização do aeroporto (na casa dos 4 bi), e, em contrapartida, poderão explorará-lo comercialmente durante esse período. E vou lhe dizer uma coisa... o pouco que fizeram já deixou nosso longínquo aeroporto um espetáculo! Cobriram a pista central que cortava o prédio principal com praças e quiosques, ampliaram a oferta comercial, multiplicaram-se os terminais de embarque e desembarque, melhoraram o terraço panorâmico... enfim, tá com ares de primeiro mundo. Isso porquê as obras ainda não terminaram. Ao fim do contrato de 30 anos, em 2044, os acionistas estimam que nosso tradicional Aeroporto de Confins comportará 45 milhões de passageiros por ano, transformando-o em uma cidade aeroportuária.

Tenham uma ótima noite!

Arquivo do blog