sexta-feira, 26 de setembro de 2014

BONFIM


Falar sobre cemitérios pode deixar muita gente de cabelo em pé. Tem gente que não gosta nem de passar perto de um. Mas é fato que a estátua acima não fica em qualquer necrópole. Inaugurado em 08 de fevereiro de 1897, o Cemitério do Bonfim é mais antigo que a própria Belo Horizonte, sendo o principal cemitério da cidade até o início da década de 1940. Hoje a Grande BH possui outras grandes necrópoles, como o Cemitério Israelita, o Cemitério da Saudade, o Cemitério da Paz, Parque da Colina, Parque Renascer, Bosque da Esperança, dentre muitos outros; mas o Cemitério do Bonfim é, de longe, o mais icônico de todos. Muitos dizem que ele se assemelha com o famoso Cemitério Recoleta, em Buenos Aires, por conta dos seus túmulos e mausoléus enormes e muito bem adornados. O Cemitério do Bonfim situa-se no bairro homônimo, na Região Noroeste de BH, e é fonte de pesquisa e estudo de profissionais ligados a várias áreas das ciências e das artes, devido ao seu majestoso acervo histórico, caracterizado por esculturas decorativas de seus jazigos. Sempre fui um grande apreciador de arquitetura e sempre gostei de estudar sobre os estilos arquitetônicos da história da humanidade. Mas eu nunca imaginei que tais estilos são empregados inclusive em túmulos. Sim, túmulos! Encontrei representantes arquitetônicos de diversos estilos, do neoclássico ao art-déco, do modernismo ao contemporâneo. Os túmulos modernistas são os mais interessantes. Mas, independente da classificação em que ele se encontra, todos os túmulos e mausoléus do cemitério são acompanhados de esculturas belíssimas. Algumas delas enormes, especialmente de ex-presidentes e tradicionais famílias mineiras. Lá eu pude conferir nomes ilustres, como Bias Fortes, Prudente de Morais, Silviano Brandão, Olegário Maciel, dentre outros. O clima do lugar é bem diferente da região que o circunda. Apesar de estar relativamente próximo à zona central da cidade (cerca de 2km), o "campo-santo" possui uma paz elevada em seu interior. Pode parecer incoerente, mas é muito bom estar no Cemitério do Bonfim! É um local que nos coloca em reflexão e meditação sobre a vida, sobre as pessoas... e sobre a própria morte! Cheguei lá as 16h e fiquei perambulando sozinho pelo enorme local por quase 2h, encontrando apenas uma senhora com uma bíblia nas mãos fazendo uma oração para os finados. As 17h45 já estava completamente escuro e frio; e, ainda assim, a paz do lugar permanecia. Não senti medo em momento algum (até porquê, não acredito em espíritos...). Ao sair, tive vontade de continuar ali, contemplando aquela paz e apreciando a vista maravilhosa que o cemitério nos proporciona. Uma experiência inigualável!

Tenham uma ótima noite!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog