quarta-feira, 6 de março de 2013

PERSONAGEM DA SEMANA: O PÁROCO DO PARAÍSO


A jornada para ir de encontro à sua vocação litúrgica é uma longa história, com vários capítulos que se pudéssemos dividí-los, daria um livro tão grande e complexo quanto a própria bíblia. Esse é o Pe. Bernardino Batista dos Santos, 65 anos, ex-professor de história formado pela PUC-MG. Natural de São Gotardo - MG, o santo homem já tem 35 anos de carreira sacerdotal e é um dos mais influentes padres da Zona Leste de Belo Horizonte, sendo o principal fundador da Paróquia de Santa Luzia, complexo que fica no bairro Paraíso, o qual abriga uma igreja, uma secretaria de ações sociais e uma escola homônima. Ele conta que sua vontade de se tornar padre vem de sua infância, tendo sido sempre apoiado pela sua mãe. Apesar dos percalços que encontrou pelo caminho, Bernardino não desistiu do sonho e concluiu 16 anos de seminário, sendo 8 deles cumpridos em Mogi Mirim, no interior de São Paulo, e o restante aqui na capital mineira. A celebração do funeral do próprio pai foi, segundo ele, o fato mais marcante de sua trajetória como padre, em 1988, um ano após a fundação da paróquia. Apesar disso, ele conta que muitos momentos celebrativos de ação de graças o deixam muito satisfeito; e pretende ampliar as atividades da ação social, renovar a ação pastoral e as celebrações litúrgicas. A Paróquia de Santa Luzia se integra às 282 paróquias existentes em toda Região Metropolitana de Belo Horizonte, situando-se na RENSP - Região Episcopal Nossa Senhora da Piedade, que leva esse nome por conta do Santuário da Serra da Piedade, em Caetés.

Tenham uma ótima noite!

14 comentários:

  1. Respostas
    1. Concordo! Minha filha quase foi estuprada por esse imundo com 9 anos. Graças a Deus consegui fugir desse verme. Fui a cúria , e eles fizeram vistas grossas. Afinal! Rende dinheiro para eles, né!?

      Excluir
    2. A quantos anos isso aconteceu?

      Excluir
  2. Respostas
    1. Onde ele é excelente padre? Vai queimar no inferno..

      Excluir
    2. Concordo plenamente! Se faz de Santo, mas é o capeta em figura de gente. Pedofilo nojento!

      Excluir
  3. Esse " padre" é discípulo do capeta. Pedofilo imundo. Vai para o quinto dos infernos.��

    ResponderExcluir
  4. Depois que postei o primeiro comentário,vários viera, eu nao sou vítima, mas uma amiga me contou que foi abusada dos 7 até os 13 anos de idade, e isso me deu uma vontade de fazer ele pagar ainda nessa vida por isso tudo que fez a várias meninas, e vai saber se ainda não continua fazendo, usando a batina e o nome de Deus..onde tá a justiça desse país? Vamos todo mundo denunciar..

    ResponderExcluir
  5. Eu vou a uma missa dele qualquer dia,pra ver o cinismo na cara falando de Deus..

    ResponderExcluir
  6. Compreendo que seja um assunto doído para vítimas, familiares. Mas o Papa pede que denunciem. Não vamos mais calar. Se Dom Walmor não toma providência severa, que se torne público. Pelo menos uma dor de cabeça vai dar nessa coisa.

    ResponderExcluir
  7. Não é possível que vai morrer impune, se não for preso, pelo menos os fiéis devem saber que padre é esse, e parar de usar o nome de Deus..sera que ele esquece que tem um última instância?!

    ResponderExcluir