terça-feira, 30 de maio de 2017

GRANDIOSA SERRA DO CURRAL


Pizza com bordinha de catupiry, marguerita com bordinha de sal, picanha com bordinha de gordura, capuccino com bordinha de Nutella! Quase toda comida fica melhor com bordinha de alguma coisa. Na verdade nós temos sempre a necessidade de colocar borda em tudo. Borda de piscina, sarjeta de calçada, batente de porta, parapeito de varanda, aba de chapéu... todo mundo adora uma borda, uma margem, uma tangente, um contorno. O mar não tem a mesma graça quando não há uma praia espaçosa e confortável para nos acomodarmos. E porque disso? Simples, as bordas nos passam a sensação de que o conteúdo está protegido. Em alguns casos, protege de fato! Borda aparente é sinônimo de conforto, acolhimento. Quem não gosta de um sofazão cheio de almofadas e com encostos bastante rechonchudos? Um sofá desses é um convite pra passar o fim de semana inteiro assistindo Netflix. O próprio abraço é uma forma de nos sentirmos afagados pela pessoa que estamos abraçando. Ok, parece papo de doido, mas não é. O ser humano tem a tendência de colocar margem em tudo que ele faz; da diagramação de um site ao quadro na parede; do bisotê de um vidro ao acabamento de um edifício. Quase tudo tem borda aparente. Fica mais bonito? Aconchega? Protege? Enfim, são vários os motivos para gostamos tanto das margens. E é exatamente por isso que somos apaixonados pela Serra do Curral. Ela abraça Belo Horizonte e faz a metrópole ficar mais aconchegante, mais bonita. É a moldura de uma metrópole que é uma obra de arte por si só. Toda cidade abraçada por serras e montanhas fica mais bonita. Tóquio não seria a mesma sem o Monte Fuji. Santiago não seria a mesma sem a Cordilheira dos Andes. Seattle fica lindíssima com o Monte Rainier de background. Aliás, o que seria da Cidade Maravilhosa sem sua belíssima formação rochosa? Não consigo imaginar o Rio de Janeiro sem o Corcovado ou sem o Pão de Açúcar. E o mesmo vale pra Belo Horizonte. Conheço inúmeras cidades por aí sem serra, sem montanha; ausências rochosas que fazem o panorama da cidade ser completamente sem graça. A Serra do Curral, além de abraçar BH, faz com que a cidade tenha incontáveis mirantes naturais. Viva as cidades e suas serras! Viva as pizzas com bordas recheadas de queijo cheddar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog