quinta-feira, 30 de outubro de 2014

CIANOTIPIA NATURAL


Dadas as tão aguardadas chuvas, os álgidos tons oscilantes das serras mineiras encantam, encobrindo a terceira maior metrópole do Brasil tal qual um ventre que acolhe um rebento; e nos faz pensar que a cidade brotou dali como se fosse naturalmente semeada, sem intervenções humanas. Grandes são as metrópoles que acolhem seus cidadãos organicamente, sem utopias de convivência e sintetismos de modo de proliferação. Grandes são as urbes que abreviam o contato entre a natureza e o progresso. Grande... a perder de vista... como nossa cidade... sem fins... e Confins.


Tenham uma excelente noite!

Um comentário:

  1. E por falar em chuvas que venham mesmo e com força pois as nascentes secaram, veja a reportagem:

    http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/brasil/2014/11/04/interna_brasil,455904/nascentes-dos-ribeiroes-arrudas-e-do-onca-sao-sugadas-pela-seca.shtml

    ResponderExcluir

Arquivo do blog