sábado, 11 de outubro de 2014

LE PARKOUR


A pegada urbana insana
Do   absurdo,   do   assédio
Do hip, do hop, do rit e do rap
O beck,  o beco,  a boca,  o bico
Ruas, radares e rumos randômicos
Do som na caixa, do scratch no disco
Das pontes, viadutos, túneis e buracos
Os saltos, os lânchés, os planches e frogs
Das tribos, dos grooves, do under e do fly
Parkour é meta, é força, é urbe, é coragem
É doido, é alto, é esparro. É francês e mineiro
Parkour é a vibração  urbana que mexe conosco
Parkour é animal, é o pulo do gato, vôo da fênix
Que treme as escadas, os corrimãos, os muros
 é o movimento da tribo.

Boa noite!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog