quarta-feira, 2 de setembro de 2015

SALVE MULTIPLICIDADE!


O calcanhar de aquiles da sociedade é a intensa mediocridade que com que cada sujeito critica seu semelhante. Nos julgamos capazes de, ingenuamente, desaprovar e maldizer as pessoas ao nosso bel prazer, achando que podemos modificá-las e moldá-las conforme nossas convicções. E isso só gera discórdias, já que cada um pensa e age à sua maneira, seguindo seus próprios instintos. Resumidamente, o cidadão quer padronizar os indivíduos à sua volta e fazer com que eles pensem e atuem como ele. Se isso fosse hipoteticamente possível, viveríamos em um mundo completamente boçal. Uma das coisas mais belas da humanidade é a sua diversidade cultural, a distinção de cada forma de pensar e agir. Costumo dizer que o ser humano não possui defeitos. Ele tem características que os diferem uns dos outros. O que é o certo e errado? O que são os defeitos da humanidade? Como dizia minha mãe, errado é deixar de fazer as coisas que gostamos em prol de alguma coisa. Pra mim, o maior defeito do homem é querer prejudicar o próximo. Fora isso, o pensamento é livre, bem como as atitudes, desde que estas não interfiram no bem-estar do seu congênere. É como arquitetura... já pensou uma cidade onde todos os prédios são iguais? Conheço uma cidade assim: nada mais maçante e monótono! As pessoas tem que ser como os edifícios da foto, cada qual com seu tamanho, com sua cor, com sua luminosidade, com seu conteúdo... mas vivendo harmonicamente na mesma rua. Viva a diversidade!

- Charles Tôrres

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog