domingo, 28 de outubro de 2012

O CÉU, A CIDADE, AS MONTANHAS


Belo Horizonte é uma cidade encantadora. Basta um passeio atento por algumas regiões para ser surpreendido com riquezas e belezas naturais e culturais presentes na capital das Gerais. “Ca” tem a Serra do Curral. Um dos mais belos símbolos de Belo Horizonte. De um lado intocada, feito mata virgem, imponente guardiã da essência histórica da cidade. Do outro, retalhada em suas entranhas... “Ca” tem a Lagoa da Pampulha e seu emblemático conjunto arquitetônico. Simbolismo de outrora, hoje ofuscado pelo tempo... “Ca” tem praças de fontes luminosas, de árvores cujas folhas renovam a liberdade... “Ca” tem parques e reservas ambientais onde ainda é possível encher o pulmão com um pouco de ar puro e fresco, embora a desordem urbana seja ameaça crescente... “Cá” tem danças e ritmos variados, que ecoam das Vozes do Morro, da Zona Sul, seja daqui ou dali... “Ca” tem o Mercado Central, feiras, shoppings, comércios, indústrias, bares e restaurantes... “Ca” tem festivais, shows, comida e comédia de buteco... “Ca” tem aquele pão de queijo que em nenhum outro lugar se encontra... “Ca” tem pessoas alegres, festivas, sonhadoras que fazem de Belo Horizonte uma cidade viva, querida e amada... “Ca” tem pessoas que transitam de um lado a outro para trabalhar, estudar, divertir e movimentar a engrenagem da economia, contribuindo assim para o fortalecimento das relações sociais... “Ca” realmente é uma cidade encantadora, não fosse perder o seu brilho toda vez que chove forte... “Ca”, abruptamente, perde o seu encanto poético, e em poucos minutos oscila do drama ao “CAos”...  “CAos" em todas as regiões... “CAos" na rede elétrica, que de tão sucateada pela falta de manutenção e investimentos acaba não agüentando o tranco... “CAos" ambiental com a constante e freqüente queda de árvores danificando o patrimônio público e privado, além de impedir a passagem de veículos e pedestres pelas vias da capital... “CAos" no trânsito e no transporte público, o trem metropolitano simplesmente deixa de funcionar devido o apagão da rede elétrica... “CAos" na economia, uma vez que, comerciantes são obrigados a baixar as portas de seus estabelecimentos sujeitos à perda de mercadorias... “CAos" no ir e vir das pessoas que percebem o quanto Belo Horizonte é refém na falta de investimentos em infra estrutura de modo geral... “CAos" é “CAos", e Belo Horizonte esta caminhando a passos largos para uma situação irreversível... “CA" não comporta mais administradores públicos omissos... “CA" onde tem imperado o “CAos", exigimos mudanças, não o “CAos”. Que Deus nos abençoe “CA”, “LA” e em todo “LUGAR”.

- por Carlos Ramalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog