segunda-feira, 24 de setembro de 2012

BELVEDERE


Belo Horizonte possui a terceira maior frota de helicópteros do Brasil. Com mais de duzentas aeronaves registradas, a cidade já sofre com a falta de helipontos na região central e caminha para um congestionamento aéreo diário, com intensa movimentação no horário comercial. A situação já se assemelha ao caos aéreo vivido por São Paulo. A partir do alto da Avenida Raja Gabáglia, onde trabalho, é possível ver um pouso a cada cinco minutos ou menos, em um heliponto de uma empresa de taxi aéreo da região. Em algumas situações vemos dois ou três helicópteros pairando na mesma área, uns decolando, outros querendo pousar. Por sorte, poucos tem poder aquisitivo o suficiente para comprar um brinquedinho desses. Já pensou que estrago seria se cada um dos cinco milhões de habitantes da metrópole pudessem ter seu próprio helicóptero?

Uma boa noite pra vocês e até amanhã!

Um comentário:

Arquivo do blog