quinta-feira, 30 de julho de 2015

COMPÊNDIO CÁLIDO


E o céu vai implodindo-se nas entranhas das edificações belo-horizontinas, deixando rastros oblíquos nas agudas linhas do hipercentro, memorados pelo clique de minha câmera aflita, num ato harmônico da relação natureza - homem - urbe.

- Charles Tôrres

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog