domingo, 4 de janeiro de 2015

WANDERLUST


Após um fim de ano intenso e uma belíssima viagem ao litoral para comemorarmos o Réveillon, eu, minha esposa e dois grandes amigos voltamos para BH descansados e prontos para um 2015 que já começou prometendo muito. Porém, faltando pouco mais de 100km para chegar em casa, paramos em um congestionamento gigantesco, que pretendia nos segurar por muitas horas, mesmo estando perto da metrópole mineira. Após percorrer 30km nessa retenção, em meio a muito (muito!) calor, paramos em um simpático hotel à beira da BR-381 para descansarmos. O hotel fica em uma cidade a qual nunca ouvi falar, apesar de se situar na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O minúsculo município em questão é Nova União, e o local onde estávamos era o povoado de Nova Aparecida. Segundo dados do IBGE, Nova União tem cerca de 5 mil habitantes. Não encontrei dados de Nova Aparecida, mas estimo que não passe de mil cidadãos residentes. Para minha surpresa, Nova União faz parte da Grande BH, e recebe um fluxo grande de ônibus originados da capital. Descansados, saímos a noite para comer alguma coisa, mas o único estabelecimento aberto era um simpático trailer de lanches na via principal da cidade que nos serviu um sanduíche muito gostoso, juntamente com uma cerveja gelada que desceu como o paraíso na sua forma líquida. Dada a situação (além da BR-381 que continua parada), vamos dormir no hotel, alimentando esperanças em uma rodovia desobstruída pela manhã. Independente dos percalços da viagem, a parada valeu pela experiência de se conhecer um reduto tão singular, provinciano e bucólico em meio ao caótico burburinho da Grande Belo Horizonte.

- Charles Tôrres

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog