terça-feira, 6 de maio de 2014

TORRES DO ITAÚ POWER


Situada em uma área onde se aglomeram grandes indústrias, a antiga fábrica de cimento Itaú Portland foi uma das principais fábricas do polo industrial da Grande BH durante quase 60 anos. Ela se instalou no bairro Cidade Industrial, no município de Contagem, em 1941, e encerrou suas atividades em 1988, por conta de protestos da população contra a poluição excessiva que ela gerava. Principal fornecedora de cimento para a construção de Brasília, a indústria abrigava um cinema, onde, além de filmes, eram exibidos shows e peças de teatro produzidas pelos próprios funcionários. A Itaú Portland era a única fabrica de cimento no mundo que não estava localizada perto de uma jazida de calcário, recebendo a matéria prima através de um teleférico de aproximadamente 30km de comprimento, o qual ligava a fábrica à pedreira de Carrancas, em São José da Lapa - também na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Com a demolição da referida indústria, optaram por manter as quatro torres-chaminés, cujo comprimento da maior delas é 60 metros de altura (mesmo tamanho de um edifício de aproximadamente 22 andares), para compor o visual de um grande centro varejista que seria construído em 1998, o Itaú Power. Icônicas, elas se transformaram em um símbolo do poderio industrial da região, levando a prefeitura de Contagem a incluir na bandeira oficial do município o desenho de uma das torres em seu escudo. Hoje as torres pertencem ao Itaú Power Center, que é o terceiro maior centro de compras do Brasil; e o maior de Minas Gerais. Ele é cercado por grandes avenidas, como a Rodovia Fernão Dias, a Via Expressa, a Babita Camargos e a David Sarnoff. O empreendimento reúne em seu espaço o Wall Mart, Sam's Club, Leroy Merlin e um shopping center, o Itaú Power Shopping.

Tenham uma ótima noite!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog