segunda-feira, 5 de maio de 2014

METROPOLIS LOUNGE


Ele evoca nos ouvintes a sensação do sublime, do intenso. Ele irradia dissonantes e multiculturalidades, emanando a sensação do fogo que arde sem se ver, da ferida que dói e não se sente. Nobre por natureza, noturno por opção e cosmopolita por vocação, ele ignora cerimônias, cintilando e perpetuando a sentença selvagem e elegante dos ouvintes. Com notas improvisadas numa plataforma polirrítmica e síncopa, esse é o lounge, um estilo musical nascido no jazz, mas recentemente emancipado, graças à sua identidade própria, consistente, sólida e irreverente. Tem um pouco de soul, de funk e de bossa. Estilo de ritmos variados e acordes audaciosos. Ora é pão de queijo com café, ora vinho e canapé, mas não dispensa a boa companhia. 

Até amanhã!

Um comentário:

  1. Esta foto e a seguinte - BH dia e noite - não são originais. Muita gente já fez fotos com o mesmo tema. Mas seu uso do obturador e da lente especial, tanto para distorcer como para captar, são um achado que só o olhar sensível permite. Mais uma vez, curvo-me aos seu talento. Abraço.

    ResponderExcluir

Arquivo do blog