quarta-feira, 14 de setembro de 2016

O GRITO DOS MENINOS


Grandes homens, jovens garotos. A tarefa exacerbada de crescer fora de hora extingue na maioria o apreço pela magia do novo, do irreverente, do provocante. Os guris crescem com uma saudosa vontade de ficar mais um pouquinho. Exigem dos pirralhos o não chorar, o não amolecer, o não enfraquecer, o não sonhar... o pé no chão, o músculo, a valentia. Desde moleques são criados para serem alfas, sem que o processo aconteça temperadamente. Demandam destemor, desprezam empatia. Engole esse choro; macho que é macho não lamenta! A sociedade esquece que a semente da exploração está dentro dos pequenos, sendo que, instintivamente, estão fadados a liderar ou seguir um líder. Deixemos os jovens correrem livres.

Charles Tôrres • Belo Horizonte, Brasil • 2016
--

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog