quinta-feira, 13 de novembro de 2014

O JAZZ DA MADRUGADA


Como costumo dizer, toda grande metrópole camufla segredos em suas entranhas, mistérios em suas intimidades. Esconde em seus guetos as mazelas; os delírios e confissões citadinas. Esgotos urbanos, abarrotados de lixo histórico, passagens secretas putrefatas, porém, em mesmo nível, interessantes. E foi assim que nos deparamos, em meio a uma aula prática do Curso Completo de Fotografia do Estúdio Metrópole, com um grande edifício abandonado no downtown belo-horizontino. Por ali de tudo um pouco já se passou. São vários galpões, salas... docas perfeitas para práticas ilícitas das mais diversas estirpes. Não sei bem se 'abandonado' é a palavra, já que a noite tais lugares são frequentados massivamente, acredito eu. Contudo, devaneios visuais intrigantes rondam as misteriosas galerias ocultas desta grande cidade.

- Charles Tôrres

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog