quarta-feira, 16 de abril de 2014

VALE DO SERENO


A Grande BH é uma metrópole com aspectos físicos que vão muito além do óbvio. Gostem ou não, é fato que a cidade possui regiões com características bastante peculiares, como é o caso do Vale do Sereno, região de Nova Lima, cujo perfil desafia nosso entendimento moral sobre nossos limites urbanísticos diante do meio ambiente. Todos sabem que no Vale do Sereno a cidade está invadindo a mata da Serra do Curral de forma agressiva e acelerada. Mas é fato também que ninguém passa pelo local sem notar tamanha beleza urbana que esse crescimento desenfreado causa. São centenas de edifícios, cada um maior que o outro, adentrando a mata da serra cada dia mais, com outras dezenas de construções que todos os dias saem do papel. O lance é que esse crescimento está surgindo em uma área onde, até pouco tempo atrás, só havia condomínios fechados. Somos acostumados a ver uma área se verticalizar dentro da massa urbana, fato naturalmente comum nos dias de hoje. Porém, uma área que se verticaliza no meio da natureza bruta, cuja mata predominante é a Mata Atlântica com vestígios de Cerrado, causa um certo impacto para quem vê pela primeira vez. Não são prédios no meio de avenidas, viadutos, indústrias e casas... são prédios no meio da mata crua! Se isso é legal ou não, se é ecologicamente incorreto ou não, não estou aqui para julgar. Mas é fato que o visual impressiona. Mais ainda aos afortunados usuários das janelas que dão vista para as belíssimas serras de Nova Lima.

Tenham uma ótima noite!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog