sábado, 6 de julho de 2013

DIÁRIOS METROPOLITANOS


A rotina, que faz com que nos conformemos com o mesmo, abdicando nossos desígnios, freando o ímpeto mais profundo que move nossa vontade de mudar. Máquinas somos nós,  operantes de um sistema que nem sabemos onde vai chegar, declinando nossos caprichos em prol do medo de fazer diferente. Maquinas operando máquinas. Nos habituamos com o que é nos imposto, a fim de não desapontarmos as origens, o leito inicial, nossas tradições arcaicas.

Tenham uma tarde!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog